Escrito por: Delacroix

Não, espere! Esse botão vai... Droga, agora você vai ter que captura-los de novo...


Ghosthunter é um daqueles excelentes jogos que ninguém jogou. Ele passou batido, lá pelo Playstation 2. Foi lançado em 2003 pela divisão europeia da Sony, a SCE Studio Cambridge (também responsável pela série MediEvil, aquela do esqueletão, e Primal). Paradoxalmente, é um jogo de terror repleto de alívio cômico e situações que fazem tudo, menos dar medo. É uma obra idealiza para um público amplo e certamente agradará pela diversão e conjunto técnico excepcional.

O protagonista, sua jaqueta maneira e um fantasma azul.
Depois de uma cena de abertura pra lá de esquisita, somos apresentados a Lazarus Jones, um policial de Detroid. A despeito de esse ser mesmo seu nome, ele e sua parceira são enviados para investigar uma ocorrência qualquer numa escola abandonada. Detalhe 1) é o primeiro dia de trabalho de Lazarus. Detalhe 2) o cenário foi palco de um massacre nunca solucionado, muitos anos atrás. No desenrolar dos primeiros minutos, Lazarus acidentalmente libertará um bando de fantasmas que estavam aprisionados dentro de uma máquina com formato de amendoim (!) e sua parceira será sequestrada por um fantasma medieval (!!) que verá nela a reencarnação de sua musa (!!!). Sua missão será concertar toda a merda que causou. O desdobrar de todos esses problemas é bem raso. Interessa, por outro lado, conhecer um pouco mais sobre os mistérios que envolvem os diferentes cenários da jornada.  Para um survival-horror, Ghosthunter é inesperadamente cômico. Lazarus é um tapado que vai passar parte do tempo soltando piadinhas e fazendo comentários bobos. Você se sentirá culpado, por gostar dele.

Quanto à parte visual, os desenvolvedores fizeram um trabalho primoroso. As texturas são excelentes. Personagens, cenários e efeitos estão entre os melhores do Playstation 2. O áudio torna o jogo ainda mais completo: a trilha sonora segue conforme o ritmo do jogo: acústica em determinados momentos, mais rítmica em outros. 
Sim, ele tem uma criança na mão.

É uma obra com bastante ação, equipamentos bizarros e sistema de cover. Seu personagem está lidando com fantasmas, então precisa se paramentar à altura: dentre outras armas especiais, Lazarus tem às mãos uma espécie de granada que permite com que ele capture as assombrações que confronta, despois de enfraquecê-las (no melhor estilo Ghostbuster). Esta é a única maneira de eliminar a maioria dos inimigos. O protagonista também é acompanhado por Astral, um espírito. Ela possui habilidades únicas e fundamentais para superar determinados obstáculos, como se transformar em alguns – poucos – oponentes capturados. Torna-se visível e jogável com o pressionar de um botão. A mecânica do jogo é simples, fácil e divertida.
Yep, isso não vai ser fácil.

Seria tão bom se você não precisasse interrompê-los. Os chefes do jogo são muito bacanas.
O excesso de humor é contraditório, em um jogo de terror. Não espere por uma atmosfera densa ou sustos. A aventura é leve e sequer há quantidade expressiva de sangue. Há, nas primeiras horas, certa predominância de cenários abertos, à luz do dia.  O quadro muda, posteriormente, com lugares mais fechados e escuros. Ainda assim, insuficientes para assustar. O design dos inimigos chama a atenção e eles sem dúvidas seriam bem aterrorizantes, se o título efetivamente se propusesse ao terror. Apesar de inapropriado, existem bons momentos de risos no decorrer da campanha.

Ghosthunter é muito bom e merece ser jogado. Tecnicamente excelente. Curiosamente cômico. Falha pouco: o enredo não é grande coisa e o jogo é incapaz de atender aos desejos daqueles que buscam por terror de verdade. Os problemas não são suficientes para torná-lo  menos que ótimo.
Quem é a menininha mais feia do papai?


Gostou? Compartilhe:

  1. Gostei do design dos monstros, eles parecem bem criativos. Tipo aquele ursinho de pelúcia carregando uma criança. Super diferente! HIUAHUIHSIUAS
    Esse é o tipo de jogo que me chamava a atenção em alguns sites de jogos (que mostram jogos parecidos com os que você andou procurando pela internet), mas que você sempre se esquece de baixar e jogar pra ver como é.

    Mas, parece que ele é bem divertido, vou dar uma olhada desse vez! o/

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!