Escrito por: Claudia MR

Olá galera!! No post de hoje farei uma review sobre um jogo de RPG Maker que me lembrou muito The Witch's House. Red Book, mais um dos RPG Makers de Horror que posso chamar de ''desconhecido''

Banner ficou uma bosta, mas não tinha imagem NENHUMA

Você é uma garota que está perdida em uma floresta, até que avista uma casa abandonada e assustadora e decide entrar nela (claro, super normal entrar em uma casa assustadora e abandonada no meio da floresta. Mas para nossos inteligentes protagonistas dos games/filmes, isso é normal....)

Quando você entra na casa, já se depara com ''notas'' espalhadas pela casa (é isso mesmo, tipo o diário da bruxa em Witch's House), mas você ainda não sabe quem escreveu aquilo, e qual o sentido exato.

Hey
Can I be your friend?
We have the same name after all

É numa hora dessas que pensamos que tem merda por vir, porque se não houvesse não seria um jogo de terror, afinal.
Aliás, vale ressaltar que eu gosto desse detalhe nos jogos; o fato de fazerem você temer algo que você ainda não sabe o que é. Nada mais assustador que o desconhecido, não?




Depois de alguns passeios pela casa, você se depara com o Red Book e pensa: ''Ai caramba é o livro do capeta'', mas dai quando você vai ver, ele é apenas onde você salva o jogo. Oi?

Vagando por ai sem saber de nada, nem o nome da sua personagem e porque ela estava perdida em uma floresta, você acaba achando mais uma nota para acabar com pelo menos uma dúvida: Seu nome.

Come
Let's play..
ALICE!

Pelo menos agora nossa personagem já tem nome, assim como a pessoa (ou não) que escreve essas notas, afinal, elas tem o mesmo nome.

Enfim, sobre a história do jogo, ela é um pouco confusa, mas precisa que avance no jogo para sacar onde diabos você se meteu. A jornada é cheia de armadilhas e enigmas (assim como Witch's House), tem também ''perseguidores'' beem irritantes. O jogo tem muito sangue também, se isso anima vocês.

Não é um jogo fácil, precisa ter paciência e habilidade para jogá-lo (sério, quase desisti várias vezes). 

Jogabilidade e Gráficos

A jogabilidade do jogo não tem grandes novidades, se você jogou The Witch's House (de novo eu usando de exemplo, fazer o que se são parecidos?) vai se familiarizar com o modo de jogo. Escolhas a serem feitas, que podem resultar em um novo objeto ou em uma morte bizarra, por isso aconselho a salvar sempre.




Inclusive o sistema de salvar ficou ruim, ter que voltar um monte só para salvar foi bem chato e arriscado.

Tem muitos puzzles e enigmas também, são mais trabalhosos do que difíceis em si. E fugir dos ''bichos'' é muito chato, precisa de rapidez e até umas ''treta'' (não os olhe diretamente).

O gráfico, muitoooo parecido com The Witch's House, até a bonequinha é igual a Viola, mas quando aparece uma imagem da personagem quando ela fala, dá para perceber as diferenças.

O jogo é curto, em uns 30 minutos você termina (se tudo der certo). Eu digo que vale a pena jogar, é um bom jogo e não pega muito do seu tempo!




É isso ai por hoje, galera! Desculpem-me se a review foi curta, mas o jogo não é muito grande mesmo.

Até mais! ;3


Gostou? Compartilhe:

  1. Parece muito legal! Me lembra muito o ''Draky Lite'' pra celular, mais pelos gráficos mesmo!Draky Lite é difícil PÁ Cacete!!Aquele vampiro te persegue o tempo todo!

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!