Escrito por: Lucas Simon

 Olá pessoas, depois de um longo tempo que eu reparti entre estudar e fazer planos para dominar o mundo, eu voltei. Hoje eu vim falar sobre um jogo lindo, sorridente, com demônios alienigenas e armas de destruição em massa chamado Doom.



 Tudo começou lá nos anos 90, onde o FPS começou a tomar forma com Wolfenstein 3D e outros jogos por ai. Mas então alguém pensou "por que não demônios espaciais ao invés de nazistas?". Foi aí que nasceu o Doom...

 No jogo você é um fuzileiro espacial que foi mandado para marte por ter atirado em um oficial. Lá você trabalha em um laboratório militar que está tentando construir uma máquina de teletransporte. Mas algo dá errado... criaturas grotescas começam a sair da máquina, matando todos no laboratório. Todos, menos você. Seu único objetivo é sobreviver.

 O jogo contém uma variedade enorme de inimigos e armas, o que acabou gerando a ideia inicial de vários FPSs da época (como Quake e Serious Sam). (Além disso, se você joga COD, Battlefield  e afins, agradeça ao Wolfenstein e ao Doom).

 Na época ele foi fortemente criticado pela igreja e por parte do governo, sendo colocado como um simulador de assassinato em massa, graças às inúmeras cenas de violência e um pouco de satanismo. Ele também foi associado ao massacre de columbine, onde dois estudantes entraram em um colégio e atiraram contra quem estava lá (sério, parem de culpar jogos por coisas assim).

 Doom rendeu várias continuações (oficiais ou não) e um filme estrelado por ninguém menos que THE ROCK. A história continuou simples e em segundo plano, até a chegada de Doom 3, onde ela teve um foco muito maior.
De boa aqui, trabalhando...

Então é isso... post pequeno, mas de coração... até mais ;)


Gostou? Compartilhe:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!