Escrito por: Fernanda Turesso

Continuando as postagens de "Por dentro de Wonderland", agora iremos para a terceira parte desse post, mostrando mais sobre a família de Alice e alguns outros personagens que a ajudaram em sua jornada. 

Lembrando que esse post contém spoilers a todo o momento e aconselho, para quem não jogou os dois jogos de Alice, melhor não ler. 

Quem quiser ver as postagens anteriores entre em: Por dentro de Wonderland parte 1 e Por dentro de Wonderland parte 2

Enfim, desculpem o atraso, eu tinha prometido que ia postar toda semana, mas acabei não podendo.


-----------------------------------------------

Família Liddell 

Arhtur viveu em Oxford com sua família. Ele era professor na universidade da cidade. Embora não seja na universidade, ele começou a se apaixonar por fotografia, e ele usou a biblioteca de sua casa para manter seu equipamento e as imagens, apesar das preocupações de sua esposa sobre a facilidade com que os produtos pegassem fogo, que poderiam causar um incêndio, e também por causa do cheiro forte que Lizzie não gostava.

Enquanto seu pai ficava dias revelando fotos em casa e dando aulas na universidade, sua esposa ficava em casa com suas duas filhas. A Sra. Liddell,  era uma mãe rigorosa, mas muito carinhosa. Parece que ela passa mais tempo cuidando de Lizzie e Alice, e dando aulas em casa para elas.

Com o passar do tempo em seu hobby, Arthur costumava convidar seus alunos para tomar chá em sua casa. Este ato de bondade levou a um de seus alunos, Angus Bumby, a ficar obcecado por Lizzie.

Bumby, iria tentar fazer alguns avanços sexuais com Lizzie escondido da família. Isso aconteceu porque Lizzie criou uma forte aversão à ele. Isso fez com ele invadisse a cada Liddell para estuprá-la, e em seguida, para não ser descoberto, ele iniciou um incêndio na biblioteca para encobrir seu crime. Aparentemente, tanto Arthur quando a Sra.Liddell tinha sono pesado, e por isso não ouviram os “ruídos” vindos do quarto de sua filha. Com o equipamento inflamável agindo, o fogo se espalhou rapidamente.

No caos, Arhtur e sua esposa disseram a Alice para escapar enquanto tentavam salvar Lizzie que estava trancada no quarto. No entanto, Bumby tinha matado ou incapacitado Lizzie depois de estuprá-la, e assim, trancou a porta pelo lado de fora.

A família tentou, mas morreu incinerada, isso acarretou na decaída de Alice e a fez entrar em parafuso, fazendo que sua Wonderland ficasse corrompida.

Arthur e sua esposa estavam tão queimados que segundo seu advogado, Wilton J. Radcliffe, eles estavam irreconhecíveis no necrotério de Oxford.

Trivias
  • No conteúdo extra de Madness Returns, Alice diz que o Rei Branco lembra seu pai, dando a entender que o rei poderia ser uma das encarnações de Arthur em Wonderland. Isso também faz sentido uma vez que o Rei Branco estava disposto a sacrificar-se por Alice, assim como seu pai estava disposto a sacrificar-se para que suas duas filhas pudessem escapar do fogo.
  • Na vida real, Alice Liddell, que inspirou as aventuras e romances de Alice no País das Maravilhas, era filha de Henry Liddell, que era o vice-chanceler da Universidade de Oxford.
  • Embora o nome de Arthur nunca tenha sido pronunciado nos jogos, está escrito em um artigo de jornal encontrado em Alice: Madness Returns.
  • A paixão de Arthur, a fotografia, poderia estar ligada a Charles Dodgson, o autor das aventuras de Alice, que também teve paixão pela fotografia artística.
  • Arthur foi dublado por Roger L. Jackson, que também dublou o gato Cheshire. Pode-se especular que, devida às semelhanças vocais, o gato Cheshire é outra possível encarnação de seu pai em Wonderland, conduzindo-a através de Wonderland com seus conselhos úteis, como um pai faria.
  • Uma das memórias que Alice tem sobre sua mãe, é que ela lembra das últimas palavras dela, que eram o pedido para Alice morrer com a família, embora isso possa ter sido apenas uma ilusão que Alice criou em sua mente por se sentir culpada por ter sobrevivido ao fogo. 
  • Na vida real, a mãe de Alice Liddell se chamava Lorina Hanna Liddell (née Reeve). 
  • Sra. Liddell é o único membro da família que não teve seu nome públicado.

Elizabeth "Lizzie" Liddell

Devido ao trabalho privilegiado de Arthur como reitor da universidade, Lizzie viveu uma vida confortável com sua família em Oxford, e foi bem educada, tendo aprendido francês e música junto com Alice através de sua babá.

Quando fez dezoito anos, Lizzie se tornou o objeto de desejo de Angus Bumby, que foi um dos alunos de graduação de seu pai na época. Embora Lizzie não apreciasse seus avanços, Bumby tornou-se muito obcecado por ela, acreditando que ela estava se fazendo de dificil para que ele fosse atrás dela. Desgostosa com ele, Lizzie disse a Alice sobre as coisas que Bumby dizia para ela, e disse a Arthur para não convidá-lo mais.

Uma noite, furioso com o que Lizzie fez, parecendo ser uma provocação para ele, Bumby invadiu a casa dos Liddell e a estuprou. Depois disso, Bumby incapacitou Lizzie (ou a matou ou a nocauteou) e trancou a porta do quarto pelo lado de fora, e assim, usou a biblioteca com os produtos inflamáveis para revelação de foto para que se iniciasse um incêndio para encobrir seu crime. Apenas Alice escapou do fogo e ela havia testemunhado Bumby entrando na casa, mas devido ao trauma do incêndio, sua mente virou um caos, e ela acreditava que os ruídos do quarto de Lizzie eram só ela falando enquanto dormia.

Bumby manteve a chave da porta de Lizzie com ele após cometer o crime, ou como uma lembrança para ela ou como uma forma de troféu.

Em American McGee's Alice:

Ao contrário do resto da família, Lizzie não fez nenhuma aparição no primeiro jogo, seja através de imagens ou cutscenes. Lizzie não foi mostrada em nenhuma parte até o segundo jogo, onde virou um foco para os problemas de Alice.

Em Alice: Madness Returns:

Onze anos após o incêndio, Alice começou a perceber que o quarto de Lizzie estava mais longe do fogo do que o seu próprio quarto, e ela não gostava de trancar as portas, portanto, ela não teria se trancado no quarto. Alice também acreditava que Lizzie teria sido inteligente o suficiente para saltar de sua janela para escapar do fogo, o que sugere que ela estava morta ou incapacitada antes do fogo começar e subir pro andar de cima. De acordo com Wilton J. Radcliffe em uma memória, depois de identificar os corpos no necrotério de Oxford, Lizzie era a única que não havia sido queimada.

Depois de descobrir que Bumbyu estava por trás da morte de sua família, Alice também percebeu que ele havia estuprado sua irmã antes de matá-la e, estava usando a chave de Lizzie para hipnotizar seus pacientes. Alice o confrontou antes de pegar de volta a chave de Lizzie e assim o empurrou para os trilhos do trem, e assim vingou sua família e conseguiu voltar ao normal em Wonderland.

Trivias

  • Na vida real, a irmã mais velha de Alice Liddell se chamava Lorina Liddell e era três anos mais velha que Alice.
  • A chave da porta de Lizzie está na forma de um símbolo astrológico de Vênus que, embora representando a feminilidade e beleza, é também o sinal do amor.
  • A chave da porta de Lizzie pode ser vista balançando hipnoticamente presa a uma corda durante as telas de carregamento no jogo. A mesma chave que Bumby levava com ele e usava para hipnotizar os pacientes.
  • Através das imagens sem cortes do segundo jogo, Alice confirma que Bumby estuprara e em seguida matava sua irmã. Ela pode ser encontra no ficheiro "VO_Alice" na pasta INT na versão de PC.
Dinah


Dinah é o gato de estimação de Alice Liddell.

Em American McGee's Alice:
Dinha é conhecida por ser a única causa do incêndio. Na cena de abertura, ela é vista na casa dos Liddell perto de sua lareira. Dinah se estende suavemente pelas pilhas de livros, fazendo-as caírem e colidir com vários outros objetos, incluindo uma lâmpada a óleo, que quebra e derrama perto do fogo, assim fazendo com que o incêndio começasse.

Em Alice: Madness Returns:
Dinah teve um papel pequeno no incêndio, mas ela não foi a causa que deu ínicio a tudo. Se ela fez alguma coisa, foi salvar Alice, mostrando-lhe o único caminho seguro para escapar da casa. É revelado que o incêndio tenha se iniciado por causa de um aluno de seu pai, Angus Bumby.

Nos arquivos, Alice fala sobre um gato branco que ela vê, "este lindo felino branco me lembrou de Snowdrop, um gatinho parecido com Dinah. Eu tento não pensar nela. Ela seria bem velhinha agora, se ela estivesse viva."

Trivias
  • A ausência de Dinah em Madness Returns implica que ela poderia ter morrido algum tempo depois quando Alice foi liberada do asilo.
  • Na versão italiana do jogo (e os desenhos animados da Disney), o nome de Dinah é alterado para "Oreste", ele é um gato macho.


Grifo

O Grifo é uma criatura gigante e majestosa, metade leão e metade águia. Apesar de ser o mais forte habitante e que tivesse boa vontade em Wonderland, ele foi capturado pela Rainha de Copas e trancado no fundo do laboratório do Chapeleiro Maluco.

Em American McGee's Alice:
Após a derrota do Chapeleiro Maluco, Grifo é resgatado e segure que Alice se reúna com quem está disposto a lutar contra a Rainha de Copas. Essa missão não resulta em sucesso, pois o estado de Wonderland é corrompido e eles têm de enfrentar o soldado mais mortal do Reino de Copas, o Jabberwock, sozinhos.
Alice não chega a tempo, no entanto, depois da luta, o Grifo é mortalmente ferido, fazendo Alice ficar com muita raiva e matar Jabberwock de uma vez por todas.

Em Alice: Madness Returns:
O Grifo nunca apareceu no segundo jogo, mas está implícito de que ele esteja morto. O livro de artes do jogo diz que a Tartaruga Falsa construiu um navio, o HMS Gryphon, em memória ao seu amigo falecido. Assim, como o Coelho Branco, o Grifo pode ter sido uma das vítimas precoces da mente insana de Alice, deixando Wonderland mais vulnerável ao Trem Infernal e seu exército de ruínas.

Trivia
  • O Grifo é o único personagem em Madness Returns que morreu no primeiro jogo e não fez uma reaparição. Todos os outros personagens eram vivos ou suas memórias foram mostradas. O Grifo só foi comentado.

Nan Sharpe


Nan Sharpe é a babá de Alice, mencionada pela primeira vez por Pris Witless como uma "puta arrogante". Ela é a única que parece não ter ódio e nem o desejo de receber qualquer benefício da loucura de Alice. Se alguma coisa que ela parece ter é pena de Alice.
Na Shape é proprietária de uma casa de prostitutas conhecida como a Sereia Mutilada, no lado leste de Londres.

Antes de Alice: Madness Returns:

Nan cuidava das irmãs Liddell durante a infância de Alice, e ensinou-lhes música e francês. Ela aparentemente teve uma conversa com a Sra.Liddell sobre os devaneios de Wonderland de Alice. A babá encorajava Alice a praticar no piano ao invés de ficar sonhando acordada, mas ela nunca foi muito rigorosa sobre isso.

Em Alice: Madness Returns:

Nan apanhou de seu cafetão, Jack.
Alice visitou a casa de prostitutas para se encontrar com sua ex-babá. Ao lado do estabelecimento, ela encontrou Nan e Jack tendo uma discussão. Jack ameaçou Nan, mas ela rejeitou a ameaça pediu para Alice subir. Momentos depois, Alice encontrou sua babá chorando no chão depois de ter sido espancada por Jack. Alice tentou defendê-la, mas acabou apanhando também e por descuido disso, uma lâmpada a óleo quebrou e queimou o estabelecimento.

Depois de Alice voltar de Wonderland, ela e Nan estavam dentro de uma carroça indo à cada de Radcliffe. Alice perguntou sobre seu coelho de pelúcia e do fogo. Nan recusou-se a dizer-lhe muito sobre o incidente e disse não estar com o coelho, dizendo que Radcliffe o mantinha com ele. Sua última aparição é durante uma das alucinações de Alice no Asilo.

Trivias
  • Nan também faz alguns comentários para Alice em algumas cutscene, sugerindo que ela havia feito muitas coisas igual à Nan fez para sobreviver, ou seja, ela implica que Alice se prostituia. Em particular, ela faz esse comentário sobre "fazer o que é preciso fazer para sobreviver". Depois ela vai e fala para Alice que "ela sabe muito sobre isso", e Alice consente. No entanto, isso parece improvével, já que Alice vive indo ao Dr.Bumby depois que ela saiu do asilo para trabalhar para ele, sendo sugerido que ela trabalhava como empregada. Isso também é apoiado pelos comentários de Pris, sobre Alice estar fazendo as coisas sem a "ajuda" dela.

Bom é isso pessoal, semana que vem tem mais! o/

Gostou? Compartilhe:

  1. Respostas
    1. Farei logo sim! Não se preocupe Wellington! :3

      Excluir
  2. Muito legal! Também discordo sobre Alice se prostituir, acho que o lance de fazer o que tem de fazer, se implica subliminarmente sobre a loucura de Alice e sua luta em Wonderland.

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!