Escrito por: Lucas Simon

  Olá pessoas, como vão? Tirando uma gripe desgraçada que derruba qualquer machão, eu vou bem... Então, o post de hoje não é exatamente sobre jogos, mas sim sobre medos (é, eu gosto de variar). Hoje eu vou falar sobre fobias.
(Ah, se você tem Automatonofobia ou aracnofobia daquelas bem pesadas, pode não querer continuar. É de leve, mas é só pra avisar mesmo...)

  Uma fobia é um medo exagerado diante de um objeto, animal ou local. Em teoria é fácil, mas ela envolve uma série de possíveis traumas e alguns fatores biológicos. Algumas fobias acabam por nunca interferir na vida de alguém, já outras impedem que algumas pessoas levem vidas "normais" e acabem se isolando, como é o caso da fobia social, onde há um medo excessivo de realizar atos em público.


Ah, infância...
  Não é anormal se ter uma fobia, tanto que ela é considerada um dos transtornos de ansiedade mais comuns atualmente. Aqui no blog mesmo temos um caso de Automatonofobia e pelo menos um de aracnofobia (sim, eu tenho medo de aranhas, me culpem por isso...  (a parte que me deu mais medo em um jogo foi aquela cheia de aranhas do RE1... mas isso é só informação inútil mesmo)... ).

  Uma pessoa pode desenvolver uma fobia para os mais diversos tipos de situações, com algumas que realmente parecem exageradas, mas que para a pessoa são algo terrível, como o medo de galinhas (aletrorofobia. O Link tem essa fobia) e o medo de sentar-se (catisofobia. Sério? Tipo... Sério?). Mas quando você achava que tudo estava acabado, eis que surgem mais algumas:

-Dendrofobia (Medo de árvores)
-Coulrofobia (Medo de palhaços. Já tive alguns amigos com essa fobia)
-Fengofobia (Medo da luz do dia. Dracula disse oi)
-Lesbofobia (Medo de mulheres lésbicas)
-Heterofobia (Medo do sexo oposto)
-Cronomentrofobia (Medo de relógios)


  Muitas fobias tem uma história por trás delas... eu acabei desenvolvendo a minha por causa de alguns medos bobos quando eu era criança. A minha casa era cheia de aranhas e algumas delas, que eram meio gigantes, curtiam aparecer do nada. Depois disso é só história.

  Algumas fobias precisam ser tratadas para que a pessoa possa ter uma vida melhor (to parecendo até médico agora). A maioria dos tratamentos consistem na exposição controlada da pessoa ao "medo" dela, ou no uso de antidepressivos.

  E é isso pessoal, post pequeno mesmo, mas que já faz um tempo que eu queria fazer. Vivam bem e tenham ótimas fobias  ^^  .

Gostou? Compartilhe:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!