Escrito por: Fernanda Turesso
Olá amores!
Desculpem a super ausência de nós aqui no blog mas sabe como é né, tirar férias de vez em quando é bom!

Então, gostaria de avisar o povo do blog que não estamos postando mais notícias por aqui e somente lá na página do facebook! Ok?
Lá vocês encontraram tudo o que está acontecendo conosco e com o blog e também com o que vai acontecer! Mas agora chega de lorota e vamos ao post! o/ 

  1. Lembrando que esse post também está no site da Pixel Inferno! Não deixem de visitar! 
  2. Caso queiram saber mais sobre o personagem Dante, VEJAM AQUI o post enorme que a Claudia fez um tempo atrás, falando tudo sobre ele! 


------------------------------------------------------------------------------

“Você já ouviu sobre isso, não?
Da lenda de Sparda?
Quando eu era mais nova meu pai me contava histórias sobre ele. Há muito tempo, em épocas antigas, aconteceu uma rebelião de demônios por causa da raça humana.
Com sua espada, ele fechou o portal do reino dos demônios e selou as entidades demoníacas fora do nosso mundo humano. Mas como ele era um demônio também, seu poder foi lacrado também do outro lado.
Eu nunca acreditei nisso... Eu pensava que era um conto de fadas para crianças. Mas eu descobri que essa lenda não era só um mito... Sparda existiu.
Como eu sei? Bem... Eu me encontrei com os filhos de Sparda. Ambos. Embora o mesmo sangue de seu pai corra em suas veias, os dois batalharam ferozmente como inimigos, como se compartilhassem o mesmo prazer de lutar entre si.
Mas no fim, somente um ficou de pé.”

E assim começou a luta dos irmãos, filhos de Sparda, um contra o outro buscando manter o mundo como seu pai havia deixado e um meio de vingar a morte de sua mãe.
Bom, como a maioria sabe, eu sou uma fangirl louca por Devil May Cry, mas não pelo jogo em sí, mas sim pela sua história e seus personagens.

Devil May Cry é uma das séries que me acompanham desde quando eu comecei a ter um PlayStation 2. E como os produtores e criadores de Resident Evil vivem me perseguindo, não importa o jogo que eu jogue, eu acabei gostando dessa série tanto quanto de RE!

Então, como esse mês teve o lançamento do controverso DmC, resolvi fazer um artigo mostrando todos os jogos da série até o terceiro título. Não falarei do novo, até porque eu não joguei (e nem sei se quero). 

Como a série é uma das minhas preferidas da Capcom, ficando somente atrás de Resident Evil, e como eu sou suspeita para falar dessa série, tentarei ser o mais neutra possível nessas três reviews que irei fazer - pois joguei somente os três primeiros, então nem posso comentar muito do quarto, infelizmente. Espero que gostem e nostalgiem um pouco!

A origem

hidekiRulesA origem da série começou em 1998 após a conclusão de Resident Evil 2. Os primeiros trabalhos para criar um jogo para PlayStation 2, que seria uma sequência para a série Resident Evil começou sob a direção de Hideki Kamiya. As primeiras pesquisas e trabalhos para o desenvolvimento do jogo incluíram uma viagem à Espanha para examinar vários castelos a fim de criar cenários para o jogo. No entanto, no protótipo, ele provou ser um ponto de partida muito radical para a fórmula que Resident Evil usava e para o gênero survival horror em geral. Em vez de abandonar o projeto, a premissa foi alterada, o que eventualmente se tornou na série Devil May Cry.


Bem, mas antes de tudo há uma pergunta a ser feita: O que fez Devil May Cry ser um clássico do Hack and Slash?

Além da excelente história e belos gráficos para o início dos anos 2000, a sua adaptação da jogabilidade em 3D com ação extrema, que até então, só eram vistos em jogos 2D e que não tinham tanto enfoque no Hack and Slash e sim no Beat'em ups.

Pela primeira vez elaboraram um jogo completamente em 3D no qual o jogador poderia se sentir livre para fazer tudo. Desde pular, atirar e usar espadas num ritmo acelerado, além de poder usar tudo simultaneamente.

Os produtores encaixaram um novo gênero, no qual foi nomeado de Stylish Crazy Action. Também se destacou a capacidade de jogar com um Dante transformado em demônio, situação na qual era possível voar, soltar raios, chamas e utilizar diversos outros poderes sem que houvesse alterações nos comandos e jogabilidade.

Mas o que mais fez a série ser um clássico foi por causa de seu personagem principal, o divertido Dante Sparda.

Dante possui a aparência e as atitudes semelhantes às de um rock star bastante humorado, o que se adequa perfeitamente com a trilha sonora, geralmente composta por músicas instrumentais e até cantadas com guitarras e baterias. Em algumas situações, às músicas se alteram para o lírico ou instrumentos clássicos, como órgãos e pianos, para combinar com a história e o cenário que são geralmente compostos de edifícios e construções góticas.

Dante se tornou um dos maiores ícones do mundo dos games. Ele é filho do demônio Sparda – que abandonou sua própria raça para defender os humanos em uma batalha que ocorreu há milhares de anos – com a humana Eva, o que faz dele um híbrido entre as duas raças e lhe concede diversas habilidades, como força e velocidade sobrehumana, além de sua capacidade de controlar sua forma demoníaca – desencadeada com a habilidade Devil Trigger. Apesar de ser meio demônio, ele é um mercenário caçador de demônios, dono da agência de exorcismos Devil May Cry, ou melhor, extermínio de seres sobrenaturais a domicílio.

O que mais chama a atenção em Dante é, sem dúvida, sua personalidade, sempre mantendo a pose, nunca demonstra medo e é muito bom em humilhar inimigos com suas tiradas provocativas e frases de efeito. Para completar, Dante também tem um grande arsenal de armas, dentre as quais se destacam suas duas pistolas Ebony & Ivory, e a espada Rebellion, arma herdada de seu pai, todas manejadas com muito estilo e destreza.

Uma pequena trivia sobre suas armas, Ebony e Ivory são respectivamente preta e branca, o que coincide com o nome. Já que as teclas dos pianos são chamadas de Ebony e Ivory porque tracionalmente as teclas pretas dos pianos foram feitas de ébano e as teclas brancas foram cobertas com tiras de marfim (ivory).

A lenda do Cavaleiro Negro chamado Sparda

DMCLogo
Dante é um "caçador de demônios" que cuida de casos sobrenaturais e que seres humanos não conseguem lidar. Ele possui seu próprio escritório conhecido como "Devil May Cry". 
Ele apenas construiu esse negócio para conseguir sua vingança contra os demônios que assassinaram sua mãe e seu irmão gêmeo, Vergil.

Um belo dia, com muitos problemas financeiros, Dante recebe a visita de Trish, uma mulher misteriosa e que o procura para perguntar sobre seu trabalho e trazer à tona lembranças terríveis de seu passado. Além de parecer muito com sua falecida mãe, Trish arrebenta as paredes de seu escritório com uma moto e testa sua força. Ela então diz que há um trabalho para Dante em uma ilha chamada Mallet. Agora Dante irá em busca de sua vingança!

Jogabilidade 

Sendo o primeiro da série, Devil May Cry introduziu uma série de novos elementos para os jogadores.
O jogo consiste em níveis chamados de "missões" onde os jogadores devem lutar contra inúmeros inimigos inferiores e ocasionalmente resolver alguns puzzles para o progresso da história.
O desempenho do jogador em cada missão é dado dependendo do “Stylish Rank” que se dividem entre A, B, C ou D, mas também tem o Rank superior chamado de S.

Os Ranks são baseados no tempo gasto para completar cada missão, na quantidade de "Orbs" reunidas (a moeda do jogo obtida a partir de inimigos mortos), também do quão "estiloso" foram seus ataques, itens usados e danos tomados.

O Combate "Stylish" é definido com a realização de uma série ininterrupta de ataques, evitando danos. Assim o desempenho do jogador será indicado na tela por palavras. Quanto mais o jogador atingir inimigos e fizer o maior numero de combos possíveis mudará os nomes dos estilos em vários picos, como por exemplo: "Dull", que sobe para "Cool", "Bravo", "Awesome" e assim por diante.
As palavras usadas nos combos começam com cada letra semelhante às dadas nos Ranks, então, quando chegar sempre no A ou S, seu Rank poderá ser sempre alto.

dmc1

O jogador pode temporariamente transformar-se em sua forma demoníaca chamada de "Devil Trigger". Isso adiciona alguns poderes baseados nas armas e aparência de Dante. As transformações aumentam sua força e defesa, assim também restaura lentamente a vida, caso se tenha tomado algum dano.
Alguns ataques especiais também podem ser lançados. O “Devil Trigger” se esgota com o tempo e tem um medidor onde indicará a quantidade logo abaixo da vida de Dante. Para aumentar a barra novamente, bastante apenas atacar mais inimigos.

Devil May Cry contém puzzles e outros desafios além da jogabilidade de combate normal. O enredo principal, muitas vezes, obriga o jogador a encontrar certos itens para avançar, de forma semelhante aos quebra-cabeças de Resident Evil, assim, como haverá exploração de cenário, o jogador poderá encontrar Orbs espalhadas e algumas side quests.

As side quests são chamadas de "Secret Missions", e elas estão localizadas em lugares muito escondidos (afinal, são secretas) e não são necessárias para a conclusão do jogo. Cada missão secreta irá lhe dar algum desafio e você terá de concluí-lo para conseguir itens especiais. Caso não consiga, a missão falhará e você será lançado para o cenário normal novamente.

Dificuldade

Devil May Cry é bastante conhecido por sua dificuldade implacável. Existem quatro modos no total: Easy, Normal, Hard e Dante Must Die. Cada uma é mais dificil que a outra. Os jogadores começam normalmente no modo normal e podem ir desbloqueando os outros de fechar o jogo. Lembrando que no modo Dante Must Die, se Dante receber qualquer dano, ele morre automáticamente.

Trivias!

- O nome dos filhos de Sparda, Dante e Vergil foram retirados do livro a Divina Comédia, por Dante Alliegheri. E o nome de Trish é uma referência a Beatriche, o ídolo de Dante Alligheri.
William-Adolphe_Bouguereau_(1825-1905)_-_Dante_And_Virgil_In_Hell_(1850)
Dante e Virgilio observando a luta dos demônios.

- O nome de Sparda, poderá ter sido retirado do Livro "O Conde de Monte Cristo", onde o tesouro dado a Dantés por Faria, na versão original é o tesouro dos Spardas.

- A representação de Mundus, é igual à que Dante fez no livro "A Divina comédia", do Diabo.

- Mundus é o nome, na antiga mitologia romana, de um poço onde estava localizada a entrada para o submundo, governado por Pluto. Durante o jogo, há duas referências a Mundus, sobre o nome de Pluto, encontradas em livros e numa inscrição.

- O nome do jogo era originalmente para ser "Devil May Care", tal como no ditado.

- Quando ainda estava em desenvolvimento o Resident Evil 4, o nome de Dante era Tony Redgrave, que aparece num dos Livros de DMC.

- Quando Eva morreu, os gêmeos tinham 8 anos (rumores).



Dante entra em um museu onde um importante item chamado Medaglia está localizado. Lá dentro Dante conhece Lucia e logo após conseguirem a Medaglia, Lucia o convida a acompanhá-la até uma ilha chamada Dummary, onde ela introduz Matier, sua mãe.
Matier explica que uma vez ela já havia lutado com o pai de Dante, o famoso Sparda, para defender a ilha dos demônios. Ela então pede a ajuda de Dante em sua luta contra Arius, um empresário internacional que usa seus poderes demoníacos para tentar dominar o mundo.
Assim Dante resolve ajudá-las em sua luta para salvar o mundo mais uma vez dos demônios.

 Jogabilidade

Devil May Cry 2 é um jogo de ação onde o jogador poderá guiar Dante ou Lucia através de um ambiente urbano. Onde terão de combater vários demônios em ritmo acelerado e estiloso.

O jogo em si consiste em missões com objetivos específicos. O desempenho do jogador em cada missão é classificado de D a S com base no tempo necessário para completar a missão, a quantidade de Orbs coletadas, dos "estilos" usados durante as lutas, o uso de itens e dos danos tomados. Em contraste com o resto do jogo, agora o gameplay está mais severo em como julgar o desempenho do jogador.

Nada de diferente do primeiro jogo foi acrescentado nessa segunda sequência. O mesmo esquema de combos e estilos aumentarem para uma classificação melhor durante as batalhas continua. Só que agora com nomes diferenciados. Agora temos "Don't Worry", "Come On", "Bingo", "Are You Ready?" e o "Showtime". Então, se o jogador chegar ao ultimo nível, a barra irá decair até o "Don't Worry".

dmc 2

Os controles do jogo em combate são visivelmente diferentes do primeiro jogo. Combos com armas brancas agora podem ser movimentados pelo analógico enquanto o jogador atira com o botão ação.
Algo de novo para a série foi adicionado e é um botão de evasão, que permite Dante ou Lucia rolar de um lado para o outro, e assim, esquivar dos ataques inimigos. Podemos usar essa evasão para subir em lugares mais altos ou correr em paredes.

Outra novidade é um botão para a mudança de armas, o que permite que o jogador possa escolher mais facilmente todas as suas armas sem ter de ir para o inventário.
O jogo também apresenta resolução de puzzles e elementos de exploração. A jogabilidade envolve ao jogador examinar seus arredores para encontrar itens e orbs.

As Orbs continuando sendo a moeda do jogo e são usadas para comprar armas, estilos novos, itens e poderes. São pegas no cenário ou quando é eliminado algum inimigo.

A habilidade do "Devil Trigger" está presente nesse jogo também. Dante e Lucia podem se transformar em sua forma demoníaca. Este modo desbloqueia alguns poderes especiais nos ataques, bem como permite que Dante ou Lucia possam explorar o poder de seus amuletos, que também é um recurso novo para a série.

Exclusivo para este jogo é um Majin Form - uma forma melhorada do Devil Trigger - disponível para Dante quando ele estiver quase morrendo.

Dificuldade

Devil May Cry 2 foi bastante criticado por ter a dificuldade mais fácil que seu antecessor. Ao contrário dos outros jogos, DMC2 não tem o modo Easy.


A tentativa de Vergil - irmão gêmeo de Dante - de liberar e possuir o poder de seu pai, Sparda, é uma tarefa na qual Dante quer impedir. Nesse terceiro título, Dante funda uma loja de extermínios para demônios a domicílio, a qual nem nome ainda tem. Logo no ínicio, Arkham (que possui os poderes de Sparda), aparece na loja de Dante trazendo um aviso de seu irmão, e em seguida este é atacado por vários demônios, porém, derrotando-os com prazer. Ao sair na rua, Dante se depara com a cidade inteira destruída e tomada por demônios. Agora cabe a ele entrar na torre Temen-Ni-Gru para impedir seu irmão.

Jogabilidade, Gráficos e alguma inovação!

Devil May Cry 3 executa de uma maneira bastante diferente dos seus dois antecessores, embora a premissa continue a mesma: matando demônios enquanto resolve alguns puzzles para avançar até o próximo nível.

Ao contrário do primeiro e o segundo jogo, Devil May Cry 3 coloca muito mais ênfase nos estilos ao invés de só ficar matando demônios simplesmente. Como tal, o combate é muito mais intenso e mais rápido do que antes. Os jogadores podem agora alternar as Devil Arms e armas de fogo apenas com o botão R2 e o L2, permitindo uma sequência muito mais poderosa e "estilosa" para seus combos.

O Stylish Rank agora é representado por um medidor. Enquanto o jogador atacar os inimigos com sucesso e esquivar dos ataques, aumentará uma barra no canto da tela mostrando o estilo que o jogador está. Uma vez cheio, ele vai subir par ao próximo pico. O medidor de estilos começa em "Dope" e então para "Blast", "Crazy" e assim até o "Alright". Os jogadores experientes podem ir além deste ponto e chegar ao pico "Sweet", ou até níveis mais dificeis como "SShowtime" e o máximo "SSStylish". Se o jogador tomar qualquer dano, o indicador de estilos será reposta em um nível inferior.

dmc 3

Além disso, os jogadores são livres para escolher com que estilos ir em cada missão, que mudam as maneiras como Dante luta, permitindo diversas maneiras de ganhar mais pontos.

Alguns dos estilos

O Trickster se concentra em técnicas de evasão, permitindo que o jogador habilmente evite ataques de qualquer tipo. Eles essencialmente aumentam a velocidade de Dante e o ajudam a aumentar seu calibre de estilos usando essas habilidades evasivas.

O Swordmaster se concentra em Armas de Mão e combate corpo-a-corpo. Ele permite a máxima utilização de tais armas em toda a sua extensão e é recomendado para aqueles que preferem bater de frente nos combates.

O Gunslinger traz o melhor em cada arma de fogo, assim permitindo que o jogador possa liberar um poder de fogo devastador à distância.

O Royalguard é sem dúvida o estilo mais forte e mais difícil de se dominar. Ele permite que o jogador tenha uma guarda mais eficaz contra qualquer ataque inimigo. Recomendado para jogadores mais experientes, o Royalguard é o mais de dominar, mas se aperfeiçoado, torna Dante invencível.

Mais tarde no jogo, os jogadores podem ganhar mais dois estilos extras: O Quicksilver, que para o tempo, permitindo que o jogador possa se mover com mais velocidade que o normal e o Doppelganger, que anima uma sombra para ajudar em seu combate.

Special Edition

Devil May Cry 3 foi o primeiro da série a ganhar uma edição especial e nela contém uma impressionante lista de conteúdos extras.
Primeiro de tudo, agora é possível jogar com o irmão gêmeo de Dante, o Vergil. O jogo não muda praticamente nada quando jogamos com ele. Parece que ele foi apenas uma skin diferente para o jogo e só. Ele possui apenas três armas próprias que são a Yamato, Beowulf e Sparda. E além de tudo ele conta só com um estilo chamado "Dark Slayer".

Mas apesar dos poucos utensílios para Vergil, ele acaba sendo um personagem bastante forte e mais apelativo do que o Dante. Isso torna o jogo mais fácil e flui melhor na hora de jogar.
Dante-and-Vergil-devil-may-cry-3-18123517-800-1100
Todos os níveis de Devil May Cry 3 onde jogamos com Dante são jogáveis também com Vergil, mas nas cutscenes, apesar de Vergil aparecer nelas, ele se comporta como se fosse Dante.

Isso também gerou uma pequena confusão na hora de enfrentar alguns bosses, já que enfrentamos Vergil três vezes durante o jogo quando jogamos com Dante, no entando, quando o enfrentamos com Vergil, o casaco do boss muda para uma cor avermelhada para distinguir cada um.

Nessa versão, além de Vergil ser bem mais forte que Dante, o jogo foi deixado mais fácil. Assim os modos foram rebaixados literalmente, por exemplo, o modo Normal agora é Easy e um modo novo chamado Very Hard foi deixado no lugar do modo Hard. Ou seja, bem mais fácil que a primeira versão.

Também podemos contar com o Bloody Palace de Devil May Cry 2. Embora ele só termine no 9999º andar e reinicie logo que o jogador termina.

Outro modo adicionado também foi o Demon Digest, ele permite que o jogador possa ver qualquer uma das cutscenes que já foram vistas no jogo. Todas são acessiveis no menu principal.
Também outra parte curiosa é que três lutas contra os chefes foram criadas para Dante combater o personagem Jester - o primeiro deles é obrigatório, enquanto que os dois seguintes são opcionais -. Vergil também pode lutar contra ele, embora não seja obrigatório também.

Dificuldade

Devil May Cry 3 é dito com o mais difícil da série. E versão original é frequentemente considerada como um dos jogos mais difíceis de todos os tempos. Os inimigos e chefes em geral, são cada vez mais difíceis, enquanto que o jogador se sente mais fraco quando a dificuldade aumenta.

Algumas trivias!

- Cada cena dos capítulos tem um número mostrado no final (ou seja, o capítulo 3 mostra a Lady com uma motocicleta, fazendo o Two Hell Prides e o Hell Lust queimando na forma de um "3" ou o sangue de Arkham formando um número "11).

- Este é o único jogo da série que tem modo multiplayer. Para fazer isso, o segundo jogador deve começar a pressionar qualquer botão, enquanto o primeiro jogador usar o estilo Doppelganger, ou quando Vergil se juntar à luta com Arkham. O segundo jogador poderá controlar um Vergil mais fraco e com combos menores que o normal, mas com vida infinita.

- No jogo, pode-se desbloquear uma roupa para Lady, mas ela só o usará se o jogador optar por usar roupas especiais.

- O nome de Arkham era originalmente para ser Hyne, mas o ator que dá a voz a Dante, Reuben Langdon, pensou que não resultaria muito bem na versão inglesa, por isso convenceu a Capcom a mudá-lo. O nome de Jester originalmente era Joker.

- Na Divina Comédia de Dante Alliegheri, Dante e Vergil encontram-se com Cerberus no terceiro nível do inferno. No jogo Dante encontra Cerberus na terceira missão.

- A mesa Snooker de Dante foi mudada de verde para vermelho numa fase tardia da produção.

- A cutscene no final da luta com Cerberus muda um pouco, dependendo da cabeça que você destruir primeiro.

- Pensa-se que Dante e Vergil neste jogo têm 19 anos, embora não seja oficial.

- No final da luta com Arkham, na cutscene, enquanto o Vergil segura a Rebellion, há um momento em que se pode ver que ela está nas costas de Dante.

As músicas dos demônios!

ost dmc
Toda a trilha sonora de Devil May Cry é composta por músicas líricas e calmas, com cantos sem letras. Alguns não dão para entender direito e parecem apenas pessoas rezando ou resmugando. 

Alguns cantos líricos em vozes femininas ficam tocando em algumas partes para combinar com os cenários góticos que o jogo sustenta. Mas o que mais predomina nesse jogo é Rock pesado e vozes masculinas bastante fortes. As vozes se parecem com demônios cantando, então elas parecem bastante roucas, gulturais e masculinas.

As músicas acabam ficando bastante fáceis de lembrar, como por exemplo, quando inimigos começam a aparecer na tela, uma música característica deles irá tocar sempre. Isso também pode ser levado nos bosses onde cada um terá uma música tema própria.

As músicas do primeiro jogo foram compostas por Masami Ueda, Sanbongi Misao e Masato Koda.
Já na OST do segundo jogo, somento Masato Koda continuou nas composições e agora abrindo lugar para Tetsuya Shibata e Ise Satoshi.

Após o sucesso das OST dos dois primeiros jogos, a Capcom decidiu lançar a OST de Devil May Cry 3 logo após seu lançamento, contanto com os compositores Tetsuya Shibata novamente e Kento Hasegawa. Essa OST foi lançada com 3 discos!

As músicas vocais do terceiro jogo da série foram escritos e os vocais fortes e masculinos foram realizados por Shawn "Shootie HG" McPherson da banda Hostile Groove - que é uma banda de heavy metal -, já a parte melódica e mais feminina foram feitas por David Baker.

Sem contar que no final do jogo poderemos ouvir uma música com o nome contraditório ao do jogo, chamada "Devil's Never Cry" que passou ser o tema principal do terceiro jogo.

Agora indo para a quarta trilha sonora. A OST de DMC4 foi lançada com 3 discos também. Houveram dois lançamentos, no Japão e no Estados Unidos, e elas possuiam encartes diferentes em cada versão. Além disso, outra trilha sonora foi lançada e foi chamada de Devil May Cry 4 Special Soundtrack.

Nessa OST contamos com vocais femininos que foram realizados por Aubrey Ashburn e os vocais masculinos realizados também por Shawn da banda Hostile Groove. Também contamos com outro vocalista masculino chamado Jason "ShyBoy" Arnold da banda Hypnogaja.

Devil May Cry 4, assim como 3, possui também uma música tema que é tocada nos créditos do jogo. Foi cantada pelos três cantores especiais e se chama "Shall Never Surrender".

Bom, é isso meus amores!
Espero que tenham gostado dessa saga maravilhosa!

devil-may-cry-3-pistol

Gostou? Compartilhe:

  1. Adorei esse post,só cheguei a jogar o 3 e a special edition mas a série deve ser muito boa

    ResponderExcluir
  2. Ai eu joguei só os três primeiros né, mas o 3 é meu preferido. HSIAUHSUIAS

    Aproveite e jogue todos! São ótimos!
    tirando esse último ai que tá fraquissimo HUISAHUISHAUIS

    ResponderExcluir
  3. Nem precisa falar nada do último u.u Para mim ele nem faz parte da série xD Eu joguei todos e inclusive o 4, mas o 3 é o melhor mesmo!

    ResponderExcluir
  4. é, pra mim o 3 é o melhor de todos... tanto pelo gameplay quanto pela história!

    ResponderExcluir
  5. Adorei o post *-*
    Sábado chegou o meu HD collection para ps3 e estou tentando pegar rank S no 3 (Que também é o meu preferido xD).
    Acho que sou uma das poucas pessoas que gosta bastante do 2 D:

    ResponderExcluir
  6. a Sonne, acredito que seja verdade ein... Eu não sou muito fã do 2. Mas é legal até...

    Comparado com os outros 3, ele é bem ruim. Fora que nem teve mtas novidades nele né, foi só uma continuaçãozinha meia boca do primeiro e era isso. Mas, é um jogo bom anyway XD

    ResponderExcluir
  7. Olá! eu jogo o dmc3 até hoje e consegui entender algumas coisas que a voz fala na tela "mission start e customize" trata-se de: survive, innocent, sins, despair e sister.
    eu não sei se é coisa da minha cabeça, mas pq será que no fone de ouvido a voz ressoa de um lado do para o outro dificultando o audio?? outra curiosidade e a musica cantada com vozes femininas parace em grego, latim, hebraico ou Romano. ate hoje nao descobri a escrita e tradução.

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!