Escrito por: Claudia MR


Hoje vou falar de um Survivor Horror para Nintendo DS, onde você acorda em um lugar estranho e  sem saber de nada, por isso, precisa recuperar suas memórias.


Olá queridinhos, estou atualizando o post da Claudia. Ela fez um reviewzinho do Theresia e como eu andei meio ausente aqui no blog e fiz um post para a Pixel Inferno sobre o jogo, resolvi postar aqui para vocês.
Primeiro aparecerá o post dela e embaixo tem o meu. ok! :3

Só mais para complementar! 

História








O jogo começa com uns diálogos estranhos, sobre amor que é ruim, e depois percebe que parece um diálogo entre mãe e filho, e depois aparece uma mulher com um bebê.



Então você acorda em um lugar estranho, sem se lembrar de nada mesmo, e precisa descobrir o porque está ali, quem é você, etc. A única coisa que tem é um pingente e a palavra Theresia escrita em um papel ou na parede (não me lembro onde).




Armadilhas estão por todo lado, espere abrir uma porta e tomar um choque por exemplo, e o pior é que a personagem diz coisas deprimentes, como está se sentindo, ou umas falas muito melodramáticas, sobre sentir dor, seus lábios estão frios, sangue por todo lado......





O pior é que na medida que vai descobrindo sobre seu personagem, sua vida parece ser pior do que se imagina, com mortes, guerras, etc





Sem falar de um vírus que existe no jogo, a pessoa vai se sentindo mal, e fica tão inchado, e depois morre. E o pior é que esse vírus se espalha com facilidade.








A personagem tem alguns flashbacks, com pessoas que você no começo não sabe quem é. Como se fosse coisas que aconteceram com ela ou não. Você nãi sabe o que essas pessoas tem á ver com sua vida, nem nada.







Jogabilidade

A jogabilidade não apresenta dificuldades, é possível jogar sem precisar tocar na tela, apenas com os botões do DS, o jogo é longo.

O jogo pode ficar confuso, ás vezes você se perde no meio do cenário, e não sabe mais que caminho tomar. Existem objetos disponíveis.

O jogo é como um gibi eu posso dizer, pois aparecem imagens que não são animadas e palavras em baixo. Mas as imagens são lindas e bem feitas, acho que deu para perceber.




Bem, é só isso pessoal, não tem muitoo o que dizer sobre este jogo, só jogando mesmo, reparem que eu coloquei muitas imagens para ajudar um pouco.Eu recomendo para quem tiver um Nintendo DS. Nunca vi o jogo aqui, mas é possível acha na internet, eu comprei no Ebay.

Vou colocar o Trailer do jogo.






Até o próximo post!

------------------------------------------------------------------------------------


Antes de começar a análise irei comentar uma coisa que sempre reclamam para mim. Nintendo DS parece que não tem muitos títulos de survival horror, com exceção de Dementium e Resident Evil. Mas é ai que se enganam, vários dos títulos desse gênero são japoneses, o que faz com que os ocidentais nunca vejam esses jogos. Claro que nem todos são survival horror, mas são do gênero terror e já ajuda bastante no repertório de quem sustenta 90% deles no seu gosto pessoal. E Theresia é um dos jogos que foram trazidos para o ocidente e que poucos o jogaram, infelizmente.
Uma prisão subterrânea esconde segredos terríveis…
Uma gota fria caiu sobre os seus lábios. A garota acorda em um estabelecimento prisional. Eu sinto o sofrimento e a agonia do toque humano, disse ela.
Ao acordar de um sonho como esse, a garota estava sozinha. Sem qualquer memória. Eu não ouço vozes e nem grunhidos dos prisioneiros, disse ela.
A mente da garota ficou surpresa ao não ser capaz de compreender a situação, há um fluxo vindo em sua cabeça.
Uma mulher de cabelos prateados embalando um bebê.
O bebê estava sendo iluminado por uma luz fina… fraca e passageira.
A garota tinha perdido a memória. E assim começou a vagar pelo estabelecimento prisional frio, a fim de recuperar a memória perdida. Assim ela se arrastou para fora deste lugar cheio de loucura.
Duas pessoas sem memória alguma se veem presas num subterrâneo repleto de armadilhas e segredos terríveis. Juntas elas contam uma história de amor e desespero bastante distorcido. Para aprimorar suas habilidades de sobrevivência com muito cuidado, eles terão de explorar corredores enormes enquanto descobrem pistas que lhes trazem o mais perto possível de uma revelação bastante chocante. Eles serão capazes de escapar desse labirinto com vida?
Bem, o roteiro de Theresia é muito importante no entender do jogo. Ele é contado de forma simples, mostrando imagens que aparentemente não fazem sentido algum no começo e com frases muito vagas. Esse modo de contar a história do jogo acaba confundindo o jogador, porque ele terá de prestar muito a atenção e também terá de lembrar-se de muitas coisas conforme o jogo for progredindo.
Para quem já jogou outros jogos parecidos de investigação e memórias perdidas, irá se lembrar de Hotel Duks: Room 215 e Trace Memory. Os jogos tem uma forma de contar sua história muito idêntica. Além de que, os traços dos desenhos também são bastante parecidos.
O jogo também tem outro meio de contar sua história que é a partir de files que encontramos nos cenários. Quando você pegar algum ele irá abrir automaticamente e passará a leitura breve. Além disso o jogo é dividido em duas partes que contam a história de duas pessoas diferentes, uma delas é Martel e a segunda é Leanne. Os dois estão no mesmo local mas tem histórias diferentes para serem mostradas. Um deles só é aberto depois que você termina o jogo pela primeira vez. Assim contamos com uma história realmente grande. Só a primeira parte, chamada Dear Emile, já tem mais de 10 horas de jogo. Então, gastaremos um bom tempo na frente do NDS.
Theresia não conta somente com imagens e textos, o jogo apresenta CGs animadas e bem reproduzidas em certas ocasiões. Como na introdução ou quando iremos usar algum item especial. Achei bastante interessante isso em uma visual novel. Pena que durante essas cenas animadas, não há nada para se ler ou ouvir. São apenas cenas adicionais para contar uma parcela deste enorme jogo!
Theresia é um jogo bastante simples, o que realmente ferra e deixa ele difícil são os puzzles e a falta de dicas disponíveis durante o jogo. Então, aconselho que sempre vá observar tudo, ler tudo e mexer sempre em todo o cenário para que não passe nada despercebido, porque se você não fizer isso, é na certa, você vai ficar preso por horas em algum lugar.
[Jogabilidade]
[Mapa]
Como todo bom survival horror, teremos o belo mapa! Ele é exibido na tela superior do NDS. A posição atual do jogador é exibida com um ícone vermelho. Cada vez que ele se movimenta aparece o personagem indo em que direção ao local desejado. Além disso, toda vez que você usa algum item ou realiza alguma ação no cenário, isso ficará marcado no mapa com pequenas bolinhas azuis. Se você colocar a stylus em cima das marcas, aparecerá uma tela mostrando o lugar e o que foi feito/usado. Assim ajuda a não se perder e a poupar caminhos, caso precise voltar.
Alguns cenários são estáticos, então, para se movimentar usamos setas que estão desenhadas na tela ou quando aparecer os ícones com as letras [L] ou [R] no topo da tela significa que você pode se movimentar no cenário apenas pressionando os botões traseiros do NDS. Mas nada impede de você usar a Stylus nesses lugares para se movimentar também.
[Operações Básicas]
Como já disse, alguns cenários são estáticos no Theresia, mas 80% do seu gameplay é em 3D. Ele funciona como um labirinto em primeira pessoa. Para andar, é só mexer com as setas para as quatro direções básicas (frente, trás, esquerda e direita) ou você pode movimentar pela stylus, pois as setas aparecerem desenhadas na tela em vermelho.
[Ação e Portas]
Como o jogo tem os gráficos meio limitados e funciona praticamente como uma visual novel e point and click em 3D, algumas coisas não irão aparecer de cara no labirinto. Durante essa parte sempre que tiver uma ação no lugar para você fazer, aparecerá uma placa com um ponto de exclamação [!], lá você poderá ver melhor os detalhes e analisar melhor as coisas e também usar seus itens.
As portas, escadas, passagens, etc, também estão sendo representadas em forma de placas. Sempre que tiver uma porta aparecerá uma placa escrita [door] ou qualquer que seja o caminho que você está tomando.
[Itens e Comandos]
No jogo você terá a opção de movimentar e olhar as coisas que estão nos cenários. Quando você usa a ação de movimentar [mão] algum objeto, você poderá segurá-lo e logo apareceram setas indicando para onde você pode arrastar o mesmo (lembrando que aqui eles não se mexem, só aparecerá os sons da ação). Então, você poderá movimentar os objetos para realizar novas tarefas, encontrar itens escondidos ou simplesmente levar danos por causa de armadilhas escondidas.
A ação de observação [olho] serve para você observar as coisas que tem no cenário. É sempre bom dar uma olhada antes de botar a mão em cima de algo. Como os lugares são recheados de armadilhas, é sempre bom usar o olho antes. Isso ajuda a você ter alguma noção de onde estão as malditas armadilhas e ajuda a não perder vida a toa.
[Usando itens e os Combinando]
Quando você toca em um item no inventário, os detalhes sobre o mesmo irão ser exibidos na tela superior do NDS. Se você quiser desativar a exibição, é só tocar no mesmo objeto ou escolher outro.
Para usar os itens é bastante fácil, só selecioná-lo no inventário e logo selecionar o lugar (dentro do cenário) que você quer que ele seja usado. Caso seja o local certo, alguma coisa irá acontecer… Se não, ou irá aparecer uma mensagem de que não é o lugar certo ou você perderá vida por causa de alguma armadilha.
Alguns itens também podem ser combinados. Isso ajuda bastante na hora de passar em algum puzzle. Só que, o problema dessa parte de combinação é que você nunca tem dica nenhuma de que aquilo serve para outro item. Você tem apenas que prestar muita atenção e seguir seus instintos de sobrevivência.
[Dicas e Vozes do além]
O jogo é cheio de armadilhas e segredos em cada passo que você dá. No começo você fica muito cabreiro de não saber o que está acontecendo, de não possuir armas nenhuma. Sim, o jogo não te dá armas. É só você e seu instinto de sobrevivência. Toda vez que você vai fazer algo, tem que tomar cuidado, pois de cada quatro tentativas que você tem para movimentar um objeto, três delas são armadilhas. Então, sua vida sempre irá acabar rápido. Outra coisa é que o jogo não dá dicas aparentes para você seguir adiante. Mas, temos uma luz no fim do túnel que está nos ajudando (amém)!
No começo do jogo nós temos um pingente. Ao clicar nele e arrastá-lo para o pescoço da menina (tem um ícone no inventário que é o rosto dela, serve para usar itens, como máscaras de gás, colares e outras coisinhas) a tela ficará vermelha e algumas vozes irão falar com ela. Esse pingente funciona como um calmante pra ela e a ajuda a pensar melhor. Então, sempre que você estiver perdido e sem saber para onde ir, use esse pingente e descubra as dicas que as vozes do além estão reservando para você. 
[Saves e Saúde]
[Save]
Você será capaz de gravar seus dados em três slots disponíveis. Os arquivos que forem salvos, mostrarão sua localização atual e o horário em que ocorreu o salvamento, também mostrará quantas horas de jogo você já tem.
O save não tem hora, nem lugar. Você pode fazê-lo quando estiver com vontade. É sempre bom salvar sempre, porque, por qualquer bostinha você pode morrer.
[Load]
Agora, você irá voltar a onde você salvou. Sem checkpoints ou mudanças de local. Um belo dum load. Acho que todos os jogos deveriam ser assim.
[Saúde]
Bem, a vida da personagem fica logo ali embaixo no pequeno menu. Ela é uma barrinha vermelha. A cada dano que você levar, ela perderá um pouco. Existem armadilhas mais fortes que podem matá-la de uma vez só. Outras mais fracas que acabam com uma pequena parcela. Mas enfim, para recuperar sua vida, você terá que encontrar garrafas de elixir azul que estão espalhadas por todo o lugar. Eles recuperam quase toda a energia da garota, assim deixando a gente mais tranquilo na hora de continuar nosso caminho.
Agora que sabe os comandos básicos, vá em frente e não morra no labirinto!
[Curiosidades]
Bem, eu realmente não sei se isso tem a ver com o jogo e com os nomes apresentados no mesmo, mas, eu acho que é bastante legal falar deles aqui para o pessoal.
Como todos sabem, temos nomes bastante antigos, o principal, Theresia já nos deixa imaginando algo com aquelas santas da idade média. Sem contar no Martel e Liszt.
É muito difícil encontrar algo sobre esse jogo, pois parece que aqui no ocidente ninguém deu muita pelota para o mesmo.
Enfim, irei falar um pouco dos nomes.
Bom, como o jogo é bastante ligado a coisas religiosas. Sempre terão estátuas e imagens da religião cristã, como demônios, anjos, santos. Acredito que Theresia seja algum nome normal para esse gênero. Seria algo com Tereza/Teresa. Então é um nome bastante comum.
O segundo nome é Martel. Acredito que Martel tenha sido usado a partir do nome de Charles Martel.
Ele também era conhecido como Charles, the Hammer (pode ter nada a ver, mas a primeira “arma” que conseguimos no jogo é uma marreta enorme). Era um líder militar e político franco, que serviu como prefeito do palácio sob os cuidados do rei e governou durante um intervalo de reis até o final de sua vida, como duque e príncipe dos francos.
Foi um general brilhante e ele é considerado uma figura fundadora da idade média. Muitas vezes foi creditado com um papel seminal no desenvolvimento do feudalismo e da cavalaria. Ele também foi o pai de Pepin, the short e avô de Charlemagne.
Bom, por causa dessa história militar e política, acredito que tenha alguma coisa a ver, pois o jogo se passa numa época difícil onde há muitas guerras políticas. Sem contar que todo o jogo parece ser meio medieval. Então, acho que valeu a entrada do Charles aqui nas curiosidades!
Terceiro nome. Mas antes irei falar mais uma curiosidade.
Theresia é uma série que veio de jogos de celular. E agora parece que estão fazendo o segundo título para celular (tomara que saia uma versão para NDS também). Mas, não se tem notícias de nada. Parece que ele foi esquecido ou ainda está bem no começo. Mas em seu site oficial já da para ver alguns textos falando dos capítulos do segundo jogo.
O título do segundo jogo será Theresia – Dear Liszt. E irei falar desse nome agora.
Franz Liszt foi um compositor e pianista húngaro do Romantismo. Liszt foi famoso pela genialidade de sua obra, pelas suas revoluções ao estilo musical da época e por ter elevado o virtuosismo pianístico a níveis nunca antes imaginados. Ainda hoje é considerado um dos maiores pianistas de todos os tempos, em especial pela contribuição que deu ao desenvolvimento da técnica do instrumento.
Bom eu não sei sobre a história do segundo jogo e também nem sei se isso terá algo a ver com o pianista. Mas sei que em Theresia, cada capítulo tem o nome do jogo escrito em cima de linhas onde escrevemos as partituras e notas musicais. Então, acho que ele pode entrar nas curiosidades do jogo.
Se alguém tiver mais coisas para falar aqui, fique a vontade. Só estou colocando as minhas teorias mesmo. Outras opiniões são bem vindas!

Gostou? Compartilhe:

  1. Morte eu sei que o negócio aqui é video- game e creepypastas, mas acho que devia ter animes também, conheço uns de terror ótimos XD

    ResponderExcluir
  2. se bem que ia quebrar muito o tema do blog........

    ResponderExcluir
  3. ah, pode por até claudia... mas não seja mtu frequente. Pq como vc mesma disse, vai sair mtu do temo da blog. Mas não é proibido nem nada XD

    e vou baixar esse jogo agora, vamo ve como é. Gostei da história e das imagens. Mas vc sabe dizer se é visual novel ou como é o jogo?
    acho que fico faltando um pouco ali, se conseguir completar, ficaria bem melhor teu post ;D

    ResponderExcluir
  4. ele não é animação, ele é como um gibi, aparecem imagens e palavras. Pode deixar vou completar lá XD

    E quanto aos animes, tudo bem eu até posso postar de vez em quando, até porque não são muitos, tem o blood +, o kuroshitsuji, hell girl, high school of the dead, le portrait de petit cosset, elfen lied,e tem outros mas nenhum que eu goste ><

    ResponderExcluir
  5. Acho que você ia gostar desses animes morte, principalmente do Le portrait de petit cossete e kuroshitsuji XD

    ResponderExcluir
  6. Já sei, vou fazer um post top 10 animes de horror, existem outros que são terror posso incluir lá. Porque dai assim fica um post só, vou fazer ainda hoje, porque dai eu posto um jogo também.

    ResponderExcluir
  7. ah eu gosto desses animes claudia, assisti todos que vc disse ali
    HSAUIHSUAIS

    adoro a hell girl, mtu lindo aquele anime. Sabe, tenta achar jogos de alguns animes... normalmente tem algumas versoes desconhecidas, da uma procurada ai, dai vc pode falar dos animes juntamente XD

    ResponderExcluir
  8. Então eu sempre procuro os jogos, sei que parece que talvez tenha do High School of The Dead.

    ResponderExcluir
  9. Agora sim ficou uma bela de uma review :D

    ResponderExcluir
  10. Olha eu acho uma otima ideia falar sobre alguns animes no Blog! Hell Girl e Elfen Lied são incriveis!!
    Quanto ao jogo... eu acho um jogo interessantissimo, eu gostei bastante da forma que ele conta a historia em forma de gibi, isso é uma prova que jogos não precisam de graficos para serem bons.

    ResponderExcluir
  11. ah vlw cla! :D

    Então Eder, realmente, o jogo é muito bonito na parte de contar histórias. Tem vários jogos assim, comos que eu citei ali. Pena que não são de terror pra entrar aqui né :c

    Mas, sobre os animes... Já falei com a Cla sobre isso. A gente coloca animes que já viraram jogos ou que vieram de alguma visual novel. Sabe...
    Pq, querendo ou não, as vezes foge muito do assunto.

    Mas qualquer hora iremos falar sobre os animes mais pesadinhos. Aguarde :3

    ResponderExcluir
  12. Eder você já viu o post Top 10 animes de horror? Vai ver.

    ResponderExcluir
  13. claudia, não esqueça o hellsing pf :D

    ResponderExcluir
  14. Claro que não! Adoro Hellsing *0* deve ter algum jogo né.

    ResponderExcluir
  15. http://fc03.deviantart.net/fs71/i/2010/099/4/0/Hellsing_PS3_cover_by_Nox_dl.jpg


    http://www.fansubs.ru/humor/madd0g11_hellsing.jpg

    ResponderExcluir
  16. Nossa ta difícil de sair post aqui no blog né.
    Morte ou Claudia vocês podem colocar algum RPG em BR aqui no blog ?

    ResponderExcluir
  17. Claudi a coloca o high school of the dead eu adoro esse anime!! pode não ser o tema do blog mais se vocês fizerem um tipo de votação no blog certeza que os animes iriam ganhar.

    ResponderExcluir
  18. Já falei sobre Highschool of the dead no post de animes. Dê uma conferida :D

    ResponderExcluir
  19. Claudia, fala sobre o jogo Corpse Party. É muito bom! Recomendo!

    Oh, gostei desse jogo também. Parece ótimo =O

    ResponderExcluir
  20. Lu-chan, já tem aqui um review enorme do corpse party.
    Só procurar :3

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!