Escrito por: Fernanda Turesso




Olá meus queridinhos homúnculos!
Hoje irei falar de uma personagem que eu gosto bastante em Haunting Ground. A querida Daniella!

Daniella é uma personagem de Haunting Ground. Ela parece ser mais velha, mas por fontes oficiais, ela tem apenas 20 anos. Ela é a empregada do Castelo Belli. Criada por Aureolus Lorenzo Belli, ela é muito bonita, mas não pode ser considera humana. Ela respeita e obedece somente a Lorenzo, provocando fúria em Riccardo. 

Aparência 

Suas roupas são bastante bonitas. 
Na parte de cima ela tem um bolero verde-azulado, com alguns detalhes em dourado, principalmente o símbolo estilizado do Caduceus em seu ombro.
Uma blusa bege fica por baixo do bolero, que faz uma espécie de avental que cai sobre a saia verde-azulada. Na gola da blusa, tem um um broche com uma pedra azul bastante grande e brilhante. 


Para quem não sabe, o símbolo de Caduceus (ou emblema de Mercúrio) é um antigo símbolo que está associado ao equilíbrio moral, ao caminho de iniciação e ao caminho de ascensão da energia Kundalini. A serpente da direita é chamada de Od, que representa a vida livremente dirigida; a da esquerda é Ob, vida fatal. E o globo dourado no meio delas, representa a luz equilibrada. Estas duas serpentes opostas figuram a força contrária de que podem se associar mas não se fundir. É freqüentemente confundido com o símbolo da medicina, o bordão de Esculápio ou bastão de Asclépio. 


Seus cabelos tem um tom violeta bem fraco e duas partes enroladas, como se fosse tranças, ficam caídas para frente de seus ombros. Uma franja cobre metade de seu rosto. Sua pele é bem branca e perfeita. Seus lábios são pálidos, chegando a ser violeta igual o seu cabelo, isso tudo a deixa com uma aparência mortal. 

Toda essa aparência morta, nos lembra bastante uma boneca. E isso se enfatiza mais ainda por causa dos movimentos e do andar de Daniella. Normalmente você verá Daniella agindo estranhamente, como se tivesse a movimentação limita. Seu corpo todo faz um barulho estranho de estalos, como se fosse uma boneca articulada. Às vezes ela começa a andar bastante travada, cada passo de cada vez, como se sua corda estivesse acabando e logo parasse de se mexer. 


Personalidade & Atitudes


Inicialmente, Daniella parece ser uma pessoa insensível a apática, mas ao longo da história, vemos que ela é um ser bipolar que tem propensidade a ter variações de humor bastante erráticas, como por exemplo, dar risadas maníacas aleatoriamente. 

Daniella parece ser uma pessoa esquizofrênica, alternando entre as intenções assassinas ou pela ignorância completa das outras pessoas.
Apesar de toda a sua beleza, Daniella se odeia olhar no espelho e, sempre que isso acontece, ela começa a ter ataques histéricos ao ver seu reflexo. Podemos dizer que ela tem Catoptrofobia (que é medo de espelhos), pois todas as vezes que ela vê seu reflexo, ela lembra que é uma crianção imperfeita e artificial.

Daniella persegue Fiona por pura inveja. Ela sabe que Fiona pode ter filhos naturalmente, que ela sente dor, prazer, emoções e tudo que humano normal tem direito. Além de tudo, Fiona possui o Azoth, que Daniella acredita que vá transformá-la em uma humana completa. 

Apesar de viver em um castelo com alquimistas, Daniella não sabe nada sobre o assunto, e assim, ela não sabe como extrair o Azoth de Fiona, mas, ela acredita que se matar a menina, poderá simplesmente pegar o azoth de seu cadáver. 

Daniella normalmente estará limpando os cômodos do castelo. Cozinhando ou cuidando de seu jardim de mandrágoras. Enquanto ela estiver fazendo essas coisas, irá te ignorar completamente, falando alguma coisa aleatória e voltando ao seu serviço. 

Apesar de ser bem fria com os outros, Daniella é bastante sensível quando lembra que não é completa. Isso faz com que cresça uma raiva incontrolável dentro dela, assim a fazendo explodir e querer matar todos que estiverem na sua frente. 


Mais tarde, descobrimos que Daniella é um ser homúnculo, ou seja, ela é uma vida artificial, criada em laboratório e que é considerada um ser sem alma, porém diferente do mitológico zumbi, que estão mortos o homúnculo está vivo. 
Parece que ela foi criada por Lorenzo muito antes dos eventos do jogo, e assim, se tornando a mulher perfeita, fazendo todos os serviços de Lorenzo, já que ele não podia andar pelo castelo livremente por estar em uma cadeira de rodas. 


Daniella é o inimigo mais fraco fisicamente e o mais fácil de se fugir (desconsiderando a quantidade limitada de pontos de evasão), mas é também o mais cruel. Ela ataca Fiona com um pedaço gigantesco de vidro quebrado ou com um ferro quente. Se ela não encontrar Fiona, ela tende a atacar Hewie. 

Daniella é um inimigo que tem algumas manias frustrantes. Todo lugar que ela passar, irá fechar as portas. Isso deixa o jogador louco quando precisa fugir rapidamente dela. 

No jogo temos vários lugares pra se esconder e despistar os inimigos, mas, Daniella é o personagem mais imprevisivel do jogo. Ela tem uma tendência a "brincar" com o jogador, fingindo que não sabe do seu paradeiro, quando, na realidade, ela sabe exatamente onde o jogador está se escondendo. 

Outra coisa de sua personalidade, é que Daniella gosta de ficar escondida nos quartos. Quando o jogador passar por um, sem olhar antes, poderá dar de cara com Daniella esperando na frente da porta. 

Curiosidades


- O nome de Daniella nunca é falado no jogo, portante, Fiona nunca soube disso, então ela se refere à ela como "ela" ou "a empregada". O nome dela é meramente listado no livreto do jogo e no visualizador de personagens. 

- Daniella possui uma tonalidade roxa natural em seu cabelo. Em algumas cenas, Lorenzo também é visto com a pele roxa. É muito possível que eles estejam conectados, e que o roxo seja resultado de uma substância alquímica, possivelmente o Azoth em sí. 

- As bonecas, manequins e cavalos do carrossel, que podemos ver durante a fase, são simbólicos do desejo de Daniella ser verdadeiramente viva e não uma réplica de um humano.

- Acredita-se que o que Daniella está cozinhando no ínicio do jogo, seja os restos mortais da mãe de Fiona, Ayla. Fiona comenta que parece algo com "macarrão cabelo de anjo" (Ayla possuía cabelo bem fino e loiro), e o macarrão associado tem a mesma aparência. Daniella supostamente serve isso para Fiona mais tarde;  

- No Game Over, Daniella parece estar rasgando as roupas de Fiona e cortando sua carne, a fim de obter o Azoth.

- Daniella é o único inimigo que não aparece nas cenas finais do jogo.

- O único final em que ela não morre, é o final "Dona Nobis Pacem Ending". 

- No modo Hard, as roupas de Daniella ficam numa cor vermelho sangue vivo! (que eu acho muito mais bonito).



Bom é isso pessoas, espero que tenham gostado! o/


Gostou? Compartilhe:

  1. Nossa! Eu sou muito viciada em Haunting Ground!!

    E a Daniella é muito legal! E muito linda também, eu no jogo sempre ficava prestando atenção no jeito dela agir.

    E realmente ela é a mais fraca.

    Mas ela me pegava bastante, como ela fechava as portas, eu ás vezes entrava em um lugar pequeno, e não dava tempo de fugir!

    E ás vezes eu me escondia de baixo de um sofá que tinha em uma mini salinha, onde tinha um relógio, e era perto da sala que tinha uns carroséis. Ela passava lá reto, e dava um tempo eu saia, ela voltava na hora pela outra porta! Dava muita raiva!

    Mas eu acho que o mais fácil era o Debillitas, porquê ele é muito bobo!

    ResponderExcluir
  2. HIUSAHSIUAHUISHAUIS

    Daniella é frustrante! ficava me esperando atrás das portas, vadia!

    Ai o debilitas e o Lorenzo são uns cu de fácil XD
    pode se esconder 2328938920832 vezes no mesmo lugar que ele não acha vc

    ResponderExcluir
  3. É mesmo! Eu lembro que Haunting Ground foi um dos jogos que mais me deixou puta da vida! Na época que eu joguei, eu costumava ficar o dia inteiro jogando, e zerava os jogos em um dia.

    E eu fiquei tão empolgada quando meu pai me deu o Haunting Ground que eu fui zerar em 1 dia, e bem no final quando o castelo começa a desmoronar e você tem que fugir, tinha uma porta que vc tinha que passar poe ela.

    A cagada que eu fiz... essa porta era trancada por dentro, e eu não tinha aberto ela quando podia.

    Resultado: como eu não tava salvando quase nenhuma parte, tive que começar praticamente tudo de novo! Me deu uma raiva muito grande....

    ResponderExcluir
  4. HSUIAHSUIHASIUHUISHI

    puta, essa parte do final é idiota, eu morri umas mil vezes por causa do lorenzo pegando fogo! pqp cara chato dos infernos, não morre nunca!

    ResponderExcluir
  5. Kkkkkkkkkkkkkkk ai, Cláudia! Sim, o texto que eu queria e nem tinha visto, quem mandou num descer toda a barra pra ver os posts... Agora, trazendo a grande revelação, Daniela é sim, um ser humano! Você pode ver no Haunting Ground and Clock Tower wiki. Ou mesmo no grupo do jogo no facebook, onde postei! Rsrs. Ela e o Hewie também já foram "alvos" de minhas análises "psicologicamente" falando! Sim, esse game também foi feito como uma versão do residen evil 4! Um game que eu não gosto, mas é notavelmente influente, hein? Haunting Ground é sem dúvida um bom jogo, muito mesmo, mas com maior empenho e polimento por parte da Capcom, seria realmente épico.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!