Escrito por: Fernanda Turesso

Olá minhas crianças macabras!
Hoje venho fazer uma review de um jogo que eu adoro muito. Não como jogo, mas como um filme. Uma história animada, melhor dizendo. Porque, RoR é um jogo para poucos. Muitos vão odiar, outros poucos irão amar, mas poucos irão entender os mistérios que rondam o orfanato flutuante!


Rule of Rose é um jogo bastante obscuro e controverso. Em vários países, como UK, Austrália e Nova Zelânida, foi censurado por conter conteúdos impróprios. Dois deles era homossexualidade infantil e pedofilia. Mas claro, nada disso foi realmente esclarecido pelos desenvolvedores do jogo. 

Enfim, o jogo é muito bonito e sustenta bastante mensagens subliminares. Por isso a causa da censura e da polêmica sobre o jogo. Mas, como todos sabemos, mensagem subliminar pode ser interpretada de várias formas e várias pessoas podem ter uma percepção diferente. E claro, a mídia sempre irá apontar o lado ruim para criar polêmica, deixar que as pessoas vejam uma bela história e um bom jogo, para que ele seja banido dos países e toda essa história que já sabemos. 


Enfim, não vim falar sobre a censura do jogo, mas sim sobre ele em si! 


Rule of Rose saiu em 2006 para PlayStation 2 e foi desenvolvido pela Atlus
Como já foi dito, ele é um jogo que recebeu várias críticas ruins, chegou a ser banido de alguns países e ganhou pontos na faixa etária bem altos, chegando a ser um jogo 18+ na Alemanha. Mas, vou falar dos pontos realmente positivos, que valem mais do que a polêmica causada pela mídia/igreja/governo e o raio que o parta. 


Hora do funeral!



"Era uma vez uma pequena e preciosa garotinha.

Sua amiga, a princesa da rosa vermelha,
estava sempre ao seu lado.
Então um dia,
sua mãe e seu pai morreram de repente,
e a princesa tambem desapareceu.
Deixando a garota completamente sozinha
e então a pobre garotinha foi mandada para uma estranha casa..."



O jogo começa com sua história em 1930, com uma pobre garota de 18 anos, chamada Jennifer, a qual foi presa em um mundo de regras feitas por crianças insanas e residentes de um orfanato mais insano ainda. Lá elas estabelecem uma espécie de classe hierárquica nomeada de Red Crayon Aristocrats (Aristocrátas do giz de cera vermelho). Lá, ela é tratada como um ser inferior, onde era ameaçada de morte se não fizesse o que as outras garotas dissessem. Assim, ela teria que apaziguar as crianças trazendo-lhes pequenos objetos ou animais que eles pediam todo o mês.

O jogo, na verdade, tem muito mais coisas escondidas e subliminares. Mas isso é só porque a cabeça da nossa protagonista está confusa e esquecida. Jennifer não lembra de nada de seu passado e isso vai vindo conforme avançamos no jogo. Mas, isso eu não irei contar para não estragar a história!

Teremos cincos personagens secundárias, mas que são bastante importantes para a história e que aparecem bastante. Elas são membros do Clube Aristocrata: Diana, Eleanor, Amanda, Margaret e Wendy.

Cada uma tem uma posição social boa no clube, como Duquesa, Condessa e Baronesa.
Diana e Margaret vivem juntas. Eleanor é solitária, mas normalmente aparece junto com essas duas.


Diana, Margaret e Eleanor

Amanda fica na posição social inferior. Ela é tratada como lixo e as outras meninas não gostam muito dela. Amanda aparenta ter alguns problemas mentais e é bem estranha. É a forever alone do grupo e faz a maioria dos serviços braçais. 


Wendy é a personagem secundária com mais importância, já que foi ela quem começou toda essa confusão e está sempre por trás dos acontecimentos que Jennifer relembra. 

Jogabilidade bizarra...

Combate

Rule of Rose tem uma jogabilidade simples, porém, o jogo fica dificil em certas partes por causa da movimentação limitada da personagem principal. Claro, ela é uma guria normal, delicada e que vive sofrendo bullying das crianças bizarras do orfanato. Então, não teremos super poderes, muito menos armas de fogo no jogo. Sim, aquela introdução gigantesca do jogo onde mostra Jannifer com uma arma na mão, não passa de uma propaganda enganosa, e enfim, desculpe estragar seus sonhos!
Os combates do jogo são exclusivamentes "mano-a-mano", ou seja, você só poderá bater nos inimigos com as armas improvisadas. Ela não tem ataques muito poderosos, mas consegue dar soquinhos quando está sem nada equipado... Mas aconselho mesmo assim, fuja sempre que puder! Se não, você vai acabar morrendo de uma maneira bastante rídicula.

Então, as armas do jogo são simples... E quando eu digo simples, são coisas como, garfos, facas de manteiga, tesouras e esses apetrechos normais. A melhor arma do jogo é um cano. É uma arma forte e tem um alcance longícuo. Isso facilita bastante na hora de matar os bosses ou alguns inimigos mais fortes que ficam mais pro final do jogo.

O jogo, apesar de ter uma temática meio infantilóide, não tem nada de infantil. Ele é pesado, com coisas bizarras aparecendo na tela sempre. Cenas fortes e que podem deixar as pessoas que estão te vendo jogar, bastante constrangidas. (Pense bem antes de jogar isso perto da sua mãe). A violência é bem forte, e cada ataque que você der em um inimigo, sairá litros de sangue!

Brown e a procura por novos caminhos

Ah, esqueci de mencionar. Jennifer não está totalmente sozinha no dirigível. Logo no começo do jogo encontramos Brown, um cachorro labrador que irá te ajudar a encontrar objetos e o caminho. Ele serve para também para te ajudar a derrotar os inimigos e os bosses. Podemos comandá-la de um jeito bem limitado. Podemos mandá-lo procurar coisas, sentar e ficar, atacar, brigar com ele ou elogiá-lo.
No menu temos uma opção escrita como "Find". Todo o objeto que você quiser que Brown cheire (para encontrar outros itens parecidos ou um caminho diferente), você deve selecionar a opção "find" e depois voltar ao jogo e mandá-lo procurar. É bastante simples. Mas às vezes esse sistema falha, fazendo Brown ir para caminhos fechados (ou que os inimigos podem fechar temporáriamente), assim fazendo com que você tenha que descobrir um caminho alternativo sozinho.

Os mapas do jogo são bastante iguais. Aí vai deixar qualquer pessoa confusa. Mesmo as que tem uma ótimo senso de direção e uma memória boa para lembrar de portas e cenários parecidos.
Eu mesma tive problemas para me achar nos lugares, mas, nada que me fizesse ficar perdida por mais que 10 minutos.

Brown não funciona como Hewie, de Haunting Ground. Você não precisa manter um relacionamento bom para que ele te obedeça. Ele simplesmente irá te proteger, não importa o que você fizer ou falar.

Inimigos e Bosses

imps normais
Os inimigos são imps, os normais. São pequenos, do tamanho de crianças de 5 anos. Eles normalmente estão em grupos e os ataques deles são pular e se agarrar em Jennifer, ou quando estão armados com alguma coisa, batem em você. Os inimigos tiram muita vida, então é melhor tomar cuidado.
Os imps vão ter formas variadas conforme o jogo for passando. Teremos os normais com uma forma estranha, porcos, cabras, coelhos, ratos e peixes. Aguns deles mudam somente a cabeça, como por exemplo, os peixes e os coelhos.

Esses imps normalmente gostam de matar qualquer coisa que vêem pela frente. Eles normalmente estão armados de vassouras e ficam varrendo tudo o que vêem pela frente. Aparecerá várias cenas de eles matando e batendo em pessoas ou animais. 
Uma cena que eu acho realmente forte é onde começam a matar uma das serventes do orfanato a vassouradas. Começam a quebrar o pescoço dela com as vassouras e isso vai mostrando bem nitidamente na tela. 

Normalmente você irá ver esses pequenos seres varrendo sangue e pintando todo o cenário de vermelho. Pobre dos animais que morrem ensacos e espancados até a morte!


imps especiais

Os bosses são um outro problema no jogo. Você não terá aviso prévio de que terá um boss na fase. Então, sempre esteja preparado pra qualquer coisa. Normalmente os bosses são personagens já apresentados no jogo. Como o diretor do orfanato ou alguma das crianças. Também podem ser os Imps especiais.
Os bosses são muito chatos de se matar, porque eles são mais fortes que o normal e qualquer ataque que eles derem já era quase matade da sua vida. Brown também não aguenta muito tempo lutando com eles e logo cai no chão. O ideal é sempre usar o cano e ficar girando em circulos para que eles não te acertem. Uma hora eles devem morrer... Só ter paciência.

Energia e Itens


Bem, sobre os itens de health. Eles são doces e salgados. Bolachinhas, balas, pirulitos, serão sempre encontrados pelo cenário. Quando você achar algum item desses, peça para Brown procurar mais destes. Essas comidinhas dependem do tamanho para recuperar certo tanto de energia. Por exemplo, comer uma bala, recuperará bem pouco, mas se comer um pirulito, irá recuperar muitos mais. Os itens de health não são só para Jennifer. Brown também tem que se alimentar para recuperar a energia.
Também podemos encontrar outros itens. Como peças de roupas ou lacinhos. Que só servem para encontrarmos outros objetos que tenham o mesmo cheiro. Nada de muito importante. 


Armazenamento e Save


Durante o jogo teremos alguns "safe rooms", onde sempre terá uma lixeira e logo ao lado um "Bucket Knight" (que é um espécie de boneco feito de um cabide, um balde, uma vassoura e um quadrinho negro). 
A lixeira serve como baú, para você guardar files, itens e outras coisas que você não precisa mais, já que seu inventário é limitado. 
O Bucket Knight é um save e também um mentor para Jennifer. Você pode fazer perguntas para ele, e ele lhe dará algumas respostas. Só que, eu nunca usei ele, por que as respostas dele são muito metafóricas e poéticas, então, não da para entender muita coisa do que ele fala. HIUSAHIUSHAUIS




Algumas Curiosidades


- A história de Rule of Rose é extremamente parecida com a do filme Lord of the Flies. 




- Rule of Rose contém vários conteúdos extras que foram apagados ou não foram utilizados na versão final do jogo. Tais como o "Master Wrench", que seria uma roupa de trabalhadora com uma arma especial, que seria uma chave de fenda. O "Torture Stick" seria outra roupa especial que o nome já deu a entender o que pode ser. E várias cutscenes que foram deletadas por não ser muito relevante para a história. 


- E vários países, como Australia e UK, o jogo foi cancelado por conter cenas de homossexualismo infantil e pedofilia, sendo que nem os criadores do jogo sabiam disso. wtf


- O jogo tem a história parecida com a de Alice no país das Maravilhas. Por mostrar Jennifer entrando em mundo estranho e imaginário. 


- Rule of Rose tem uma história muito parecida com o livro, novela e filme da Inglaterra, chamado "Little Princess", onde conta quase a mesma história. 


- Apesar de o jogo ser parecido com o filme Lord of the Flies, os desenvolvedores do jogo dizem não terem se inspirado no filme para fazer a história do jogo. 


Trilha Sonora


A trilha sonora tem apenas um CD com 6 músicas promocionais que foram produzidas pela Atlus. Ele foi vendido em pre-order e teve uma edição limitada. 


A trilha sonora é composta por Yukata Minobe, que também compôs as músicas de Skies of Arcadia e algumas faixas da trilha sonora de Panzer Dragoon Orta. 


As músicas foram criadas sem instrumentos eletrônicos - a maioria foram produzidas por músicas, como o Trio Hiroshi Murayama, usando pianos e instrumentos de corda, como violinos e violoncelos. De acordo com os desenvolvedores do jogo, a música tinha a intenção de trazer um elemento mais humano para a atmosfera do jogo (e deixar as pessoas traumatizadas com violinos e pianos pro resto da vida!). 


A canção tema do jogo é intitulada como "A Love Suicide", que foi composta por Hiroshi Murayama Trio, com ele próprio no piano e o vocal fornecido pela própria esposa dele, a Kaori Kondo. 


Intro do jogo









Bom é isso pessoas, fiquem com a introdução do jogo e espero que tenham gostado da review! o/





Gostou? Compartilhe:

  1. Tem como usar o revolver sim. Só tem que achar os 4 perfumes com o Bronw. Os perfumes são o Winter, Fall, Summer e Spring, e oferecê-los para a Aritocracia. Aí você vai ganhar uma chave, e é só abrir a porta secreta que fica perto do lugar onde as Aristocratas ficam e achar o revolver. Também tem um Easter Egg lá, mas não vou Spoleiar XD

    ResponderExcluir
  2. shio, não conta o segredooo... era pra deixar o pessoal triste!
    HISUAHSIUAHSIUAHSIU

    mas tudo bem, faz parte!
    É, eu sabia que podia usar o revolver, só não ia contar pro pessoal aqui. Descobrir sozinho é mais legal XD

    ResponderExcluir
  3. não fiz não... HIUSHAUISIU

    falei sobre a história dele e sobre alguns mistérios envolvendo a mesma.
    É diferente u.u

    ResponderExcluir
  4. eu acho que sim, vc já fez review

    ResponderExcluir
  5. mas como é chato, procura ai então! HISUAHSIUAHSUI

    eu não fiz, eu lembro do que eu faço no blog u.u

    ResponderExcluir
  6. mesmo??? vc postou tanta coisa nele

    ResponderExcluir
  7. sim, postei várias coisas relacionadas a história do jogo!
    hohoho

    é que eu adoro mtu a história dele, tá tudo tão subliminar, que dá vontade de saber tudo!

    ResponderExcluir
  8. ``Sua amiga, a princesa da rosa vermelha,´´

    ``sua mãe e seu pai morreram de repente,
    e a princesa tambem desapareceu.
    Deixando a garota completamente sozinha
    e então a pobre garotinha foi mandada para uma estranha casa..."´´

    Isso parece...Utena!

    ResponderExcluir
  9. o melhor jogo de minha vida inteira é esse,eu amo rule of rose,quero que lance o 2!!!,quero que lance um anime de rule of rose ou uma serie,estou fazendo uma fanfic de rule of rose,nhá!,a historia ainda não acabou vai ter mai,mais!

    ResponderExcluir
  10. O jogo é pesado, tanto na historia quando psicologicamente, mas prende vc... Não é aquele de dar aqueles sustos, mas vc fica perturbado com algumas coisas, como por exemplo o cachorro que te segue, e futuramente a historia dele, q na boa, da muita dó, dentre outras coisas... é meio perturbador algumas coisas, mas isso provavelmente faz parte do charme do jogo né não???
    Ps: não sei pq, mas na intro do jogo, onde aparece a Jennifer sentada e as garotas ao redor dela, rindo, me deu a impressão de q elas estavam mijando nela... não sei, me pareceu isso posso estar enganado (e como eu espero estar enganado) mas é isso ae ahuhauhauha
    Ótimo blog ^^

    ResponderExcluir
  11. Allan, obrigada por gostar do blog, visite sempre, viu!

    Mas não, elas não estavam mijando na Jennifer, tanto que elas são meninas e isso torna as coisas meio dificeis. HSIUAHSUIAHSUI
    Elas estavam "limpando" ela, por ser uma garota "suja".

    Mas esse jogo é ótimo, adoro jogar ele e acho super pesado por causa das coisas escondidas nele e que são dificeis de perceber de primeira :3

    ResponderExcluir
  12. Achei esse jogo na pura sorte e adorei, mesmo com a jogabilidade meio travada isso não me impediu de fechar ele algumas vezes, história, personagens, trilha sonora, atmosfera sombria e melancólica ao mesmo tempo, enfim pra quem gosta de Survival Horror esse é um prato cheio, recomendo.

    ResponderExcluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!