Escrito por: Fernanda Turesso


Olá seres da escuridão!


Então, venho aqui só para falar de um jogo que é meio antigo (meio?) e que muitos adoraram, não só pela história que mais parece um filme de terror a lá Jason cheio de adolescentes idiotas morrendo, mas também por que é MULTIPLAYER!!!! *quebra a cadeira e pisa em cima*


Obscure como todos sabem saiu para PlayStation 2, Xbox e PC em 2004.




História 

A história de ObsCure se passa no Colégio Leafmore, que é dirigido pelo diretor Herbert Friedman. Um dia, um aluno chamado Kenny, decide ficar até mais tarde na escola jogando basquete, quando percebe que sua mochila fora roubada. Ao tentar perseguir quem roubou, acaba chegando em um misterioso porão, e em uma estranha sala, encontra um aluno chamado Dan, em um estado muito estranho (apelidei ele carinhosamente de Sr.Et). Ao tentar sair do porão, uma criatura aparece e mata Dan. Kenny tenta fugir, mas alguém acaba fechando o alçapão do porão, deixando ele trancado lá com várias criaturas bizarras. No dia seguinte sua irmã Shannon e sua namorada Ashley, dão pela falta de Kenny, e concluem que ele desapareceu na escola. Então se reúnem com Josh para lhe achar, e acabam ficando trancados na escola em um sábado, mas eles não podiam saber que muitas coisas iriam acontecer. Pouco mais tarde, encontram Stan na escola (ele tava mudando as notas dele no boletim, safadeeenho!), e ele se reúne ao grupo. Eles descobrem que os bichos que aparecem na escola podem ser detidos pela luz, por isso o uso de uma lanterna é indispensável, além de poder quebrar as janelas quando possível, ao passar do tempo pistas vão aparecendo, e cabe a você desvenda-las, a história se baseia em alguns energéticos que o diretor havia testado em alguns alunos, como Dan por, exemplo.

Jogabilidade



A jogabilidade de ObsCure é simples e fácil de mover. A câmera do jogo é bem visivel e não deixa você estressado com a mudança brusca e travada (coisa que acontece em RE ou SH ¬¬). 
Uma coisa legal é que todos os personagens (que são, cinco (?)) tem uma habilidade diferente. Kenny por exemplo, corre mais rápido que todos no grupo por fazer esportes. Josh, eu nem sei, num jogava com ele, a Shannon é esperta e consegue desvendar os mistérios mais rápido que os outros, e as vezes dá palpites durante o jogo para podermos descobrir como passar de alguma parte. Ashley tem um ataque com bastão mais forte que dos outros, e o Stan consegue destrancar portas e armários bem mais rápido que os outros. 
Em ObsCure não é tão preciso que você escolha determinado personagem para passar em determinada parte, você pode escolher um que você ache que dá conta de tudo e fechar o jogo sem maiores problemas. 

Personagens

  • Kenny Matthews: Kenny é considerado o protagonista do jogo. Nascido no dia 30 de junho de 1984, Kenny é um esportista ágil e rápido, porém, meio irresponsável. Um dia, ao ficar até mais tarde na escola para jogar basquete, ele acaba tendo sua bolsa roubada, e ao tentar perseguir quem roubou, acaba por ficar preso num porão misterioso e repleto de criaturas.
  • Shannon Matthews: Irmã mais nova de Kenny, Shannon, que é nascida no dia 23 de agosto de 1986, é totalmente diferente do irmão, já que é responsável e compenetrada nos estudos. Ela sempre tira as melhores notas do colégio, e é a "cérebro" do grupo, tanto que ajuda os amigos quando estão machucados, graças a seus conhecimentos de medicina.
  • Josh Carter: Josh, que é nascido no dia 29 de novembro de 1985, é um jovem que sonha em ser repórter, e vive com sua inseparável câmera, filmando ou os jogos de basquete de Kenny, ou os peitos da Ashley. É Josh que dá a idéia de seus amigos investigarem o sumiço de Kenny, uma vez que ele é um ótimo investigador.
  • Stanley "Stan" Jones: Stan, é o típico "aluno-problema" da escola. Nascido em 20 de junho de 1985, ele nunca tira boas notas, e corre o risco de repetir pela terceira vez. Se junta ao Shannon e os outros após ser flagrado tentando adulterar suas notas, e ajuda no resgate de Kenny. Se mostra um grande amigo, e tem como grande especialidade abrir portas trancadas.
  • Ashley Thompson: Ashley é a namorada de Kenny. Nascida em 17 de janeiro de 1985, é uma jovem inteligente e determinada, que sabe lutar muito bem. Além disso, sabe lidar com armas, o que é de grande ajuda para todos.

Sobre os Inimigos

Os inimigos do jogo são nada menos do que mutações com algumas experiências que o diretor do colégio, Friedman, fazia em seu irmão gêmeo. Essas experiências eram para ficarem jovens eternamente, mas como o esperado, nada foi como eles planejaram.
Antes do irmão gêmeo de Friedman injetar o vírus no próprio corpo, ele capturava alunos do colégio e fazia experiências neles. Resultado dessas experiências era que os alunos começavam a ficar com uma pele lisa e aparentemente mais jovem, só que consequêntemente era mais sensivel a luz. E nisso os inimigos são sensiveis a qualquer tipo de luz, tanto solar que é capaz de matá-los na hora ou das lanternas que demora o efeito precisando de ajuda de armas para que eles morram.

Armas 

As armas do jogo são normalmente pistolas, bastões de baiseball, pedaços de ferro, shotguns, lanternas, bombas de luz e por ai vai.
A arma mais forte do jogo é uma arma a laser que é usada somente no ultimo chefe (eu aconselho a usar nele né, porque, sabe como é).
As outras armas são fácilmente encontradas pelo colégio inteiro, como munições também.
Os monstros mais fortes precisam morrer com luz, aqueles enormes que aparecem na floresta ou no final do jogo, morrem mais rápido com bombas de luz.
De resto, usem a shotgun que vocês ganham mais!


Algumas observações extras...



ObsCure tem uma sequência para PlayStation 2 também (é multiplataforma, então...), o ObsCure 2, que particularmente acho muito chato e os gráficos mudaram muito, pra melhor, claro, mas mesmo assim eu prefiro o primeiro.

O clima de ObsCure é um survival horror bem a moda antiga. Cinco adolescentes que se aglomeram na garganta do diabo e ficam expostos às mãos da Morte para salvar seu amigo querido que está desaparecido há dias, e no fim acabam morrendo todos, ou outras coisas. O clima é bem agradável, toda vez que um inimigo aparece por perto as paredes do lugar começam a ficar pretas e encher de um ar mais pesado e escuro, e isso faz com que os personagens percão energia (minima, mas perdem). Com ajuda da lanterna vocês pode tirar essas massas negras que circulam os ambientes.
Os objetos brilham no ambiente, que nem Resident Evil e nisso você não tem do que reclamar se não achou algum objeto durante o jogo.


Os lugares são sempre sem luz, com janelas fechadas ou tampadas com madeira. Melhor tomar cuidado a noite, é a pior parte do jogo!

Os gráficos são bons, não são os melhores do PS2, mas são rasoavelmente bons. 

Não é preciso ler muita coisa para avançar no jogo. Tudo está na sua cara, então, nem é preciso ler nada, a não ser que você queira saber sobre a história do jogo.


Bom, é isso pessoas...

Mantenham as luzes acessas por um tempo e vocês sobreviver




 

Gostou? Compartilhe:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!