Escrito por: Fabrício Destro


Com o sucesso do gênero de horror hoje em dia, as produtoras tentam fazer o possível para dar sua marca de criatividade em seus projetos, dada a quantidade de exemplares e à popularidade dos games indie. Grave é mais um exemplo, mas apostando numa premissa ainda pouco explorada, ser um survival horror open world.

Visão geral


Grave funciona da seguinte maneira: é um game em primeira pessoa, no qual seu personagem se localiza numa região desértica (inspirada, inclusive, no local de origem do time desenvolvedor: Arizona, nos Estados Unidos) totalmente aberta. Durante o dia, você está livre para explorar a área em busca de itens e suprimentos, mas durante a noite, monstruosidades surgem buscando caçá-lo.

Apesar de ser open world, a área se modifica durante o período em que as criaturas te perseguem. Segundo os desenvolvedores, isso ocorre porque "dá ao jogador um senso de imprevisibilidade", resultando num elemento crucial para jogos de horror (na minha opinião): o medo do desconhecido.


Como se defender


Em Grave, seu personagem não está indefeso, mas o aspecto de combate é interessante: as criaturas têm medo da luz, logo, você pode utilizar itens como palitos de fósforo, fogo e lanternas para retardar seus inimigos ou reduzí-los a cinzas.

No entanto, não será fácil: eles possuem uma sofisticada inteligência artificial, buscando localizar seu personagem através da própria luz que você utiliza ou do barulho que você causa ao se movimentar. Tudo isso para aumentar o desconforto do jogador, criando uma maior tensão.


Status atual do projeto


O projeto é liderado por Tristan Parrish Moore, que já trabalhou um games de corrida como Colin McRae Rally e IndyCar Series, ambos de 2005, mas seu mais recente projeto, um game chamado The Afflicted, foi um fracasso (conseguindo arrecadar apenas $410 no Kickstarter). No entanto, Grave parece ser um jogo intrigante, tanto pela capacidade dos seus inimigos em te encontrar, quanto no fato de você utilizar luz para se defender, o que sugere uma certa estratégia no gerenciamento de itens. E os trailers são bem promissores, mostrando gráficos bem bonitos e sons perturbadores.

Para quem quiser ajudar o projeto, disponibilizo os links para o Kickstarter e para o Steam Greenlight. Para o lançamento, os produtores buscam arrecadar $ 30.000 (às 14:02 do dia 25 de março, o valor arrecadado estava em $1027), então, se você curtir, financie o projeto, ou vote no Greenlight! Se efetivamente lançado, Grave sairá para PC e Mac.

Abraço!


Gostou? Compartilhe:

  1. Aweeee esse ano to vendo que só vai vir coisa boa \o/ o The Florest e agora o Grave \o um melhor que o outro xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, to vendo que vai ser bom o negócio!

      E tá indo bem com os posts Fabrício! Continue assim o/

      Excluir
    2. Valeu, Muerte! É nozes!

      Sobre o jogo, estou bem ansioso pra ver como seria um jogo de terror em mundo aberto. Dying Light e The Evil Within estão no topo da minha lista, mas vou olhar com carinho essas novas produções independentes. A crista da onda pro gênero de horror é agora :D

      Excluir

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!